Dupla suspeita da morte de caseiro é presa durante novo roubo

Foram apresentados na tarde de hoje (15) na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron) dois homens presos pela Polícia Militar de Juti, acusados de participarem do latrocínio, roubo seguido de morte, do caseiro Josias Leiva, de 34 anos, em um estância em Dourados, morto a tiros na manhã desta quarta-feira (14).

Dois homens suspeitos da morte de caseiro foram presos pela PM de Juti
Dois homens suspeitos da morte de caseiro foram presos pela PM de Juti

De acordo com a PM de Juti, por volta das 11h35, dois homens foram visualizados roubando um caminhoneiro e seguindo em direção a cidade de Juti em alta velocidade. Os dois indivíduos fugiram da polícia e próximo a MS 180, pararam o caminhão e saltaram.

Conforme apurou o Dourados Agora, em perseguição a pé os PMs alcançaram um dos suspeitos identificado como Valdeci Ferreira, sendo que o outro, identificado como Bruno, entrou em uma matagal sendo preso em seguido pelos PMs. Com eles, os policiais encontraram um revólver calibre 38.

Até agora, três membros da quadrilha já haviam sido presos. Os paranaenses de Nova Esperança, Francisley Peixoto, 31 anos e Rudson Carlos, de 20 anos, foram presos ontem no Posto Capey, entre Dourados e Ponta Porã. A polícia diz que Peixoto seria o ‘batedor’ que conduzia um veículo Astra como apoio aos assaltantes que levavam uma S-10 roubada para o Paraguai.

O terceiro integrante da quadrilha foi preso no Paraná, na noite de ontem. Segundo a polícia, Evandro Medeiros dos Santos também é acusado de ter participado do latrocínio. Para a polícia, a participação dele seria, possivelmente, como suporte à ação dos assaltantes.

Comentários

comentários