Dupla fez taxista rodar 100 km antes de cometer o assassinato

Policiais civis do SIG (Serviço de Investigações Gerais) prenderam na tarde desta sexta-feira (8) Anderson Barbosa Ramos, 23 e Beatriz Barbosa de Oliveira, 18, ambos acusados pelo assassinato do taxista Valdir Luiz Silva, 74, na tarde de quinta-feira (7). Os dois são primos e teriam premeditado o crime.

Primos foram presos pela polícia na tarde desta sexta - Fotos: Osvaldo Duarte
Primos foram presos pela polícia na tarde desta sexta – Fotos: Osvaldo Duarte

De acordo com o delegado do SIG, Mateus Zampieri, eles telefonaram à vítima por volta de 14h para a realização de uma corrida já com a intenção de cometer o assalto e matar Silva.

Os três rodaram por aproximadamente 2h e percorreram trajeto de aproximadamente 100km em meio a propriedades rurais da região até que o crime fosse consumado, no cruzamento das ruas Balbino de Matos e Nilson Senatore, na Chácara Flora.

“Eles fizeram tudo premeditado, mas acho que faltou coragem para consumarem o crime em outro local. Os primos divergem sobre quem esfaqueou a vítima até a morte, porém, tinham a intenção de cometer o latrocínio”, relatou o delegado em entrevista coletiva no 1º Distrito Policial no início da noite.

Valdir era conhecido como “Zé Rico” e foi assassinado com 10 facadas. Os golpes o atingiram no pescoço, braços, nuca e rosto.

Após as agressões, o taxista conseguiu pedir socorro, porém, antes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegar, ele já havia morrido. A polícia ainda não sabe se houve tentativa de reação por parte da vítima.

FLAGRANTE

A prisão dos dois ocorreu na casa de Beatriz, na região do Jardim Cuiabazinho. No local os policiais encontraram o aparelho de telefone celular utilizado para a chamada do taxista.

Roupas utilizadas pela dupla manchadas de sangue também foram apreendidos.

Roupas manchadas com sangue
Roupas manchadas com sangue

A faca utilizada para o crime já havia sido encontrada na tarde de quinta-feira, próximo ao local do assassinato.

“Conseguimos chegar a dupla ao pesquisar o registro de ligação feita pelos suspeitos. Depois atuamos na investigação e conseguimos prende-los em flagrante”, relatou o delegado.

Os primos serão autuados em flagrante pelo latrocínio consumado – roubo seguido de morte. A intenção deles era levar dinheiro do taxista. (Com Informações Dourados News)

Comentários

comentários