Dunga ignora oferta a Tite e diz que precisa trabalhar e não fazer novela

Especulação. Dessa forma, Dunga definiu a procura da CBF por Tite, revelada pelo GloboEsporte.com na semana passada.

A cúpula da entidade fez uma consulta ao técnico do Corinthians e ouviu “não”. Pouco depois, bancou a permanência da atual comissão técnica.

Dunga garante que não se preocupa com Tite e está focado apenas em trabalhar (Foto: Reuters)
Dunga garante que não se preocupa com Tite e está focado apenas em trabalhar (Foto: Reuters)

Dunga disse que teve uma conversa com Marco Polo Del Nero, presidente que abandonou sua licença e voltou a exercer o cargo na CBF há uma semana.

– Para mim é especulação. Eu trabalho na CBF, meu presidente já falou que quem fala sobre futebol são ele, o Gilmar (Rinaldi, coordenador de Seleções) e eu. Se eu for responder a toda especulação não vou trabalhar, tenho que fazer novela – afirmou o técnico.

Depois dos empates por 2 a 2 contra Uruguai, no Recife, e Paraguai, em Assunção, e a queda para o sexto lugar nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, dirigentes da CBF fizeram coro pela mudança de treinador, mas também concluíram que, exceção feita a Tite, não havia nome adequado para assumir. Até Jorge Sampaoli, campeão da Copa América pelo Chile no ano passado e oferecido à entidade, foi recusado.

Apesar da pressão por resultados na Copa América Centenário, e de uma incógnita que ainda gira em torno das Olimpíadas, Gilmar Rinaldi tem discurso parecido com o do treinador: está pensando apenas em trabalhar para preparar a equipe antes de um semestre intenso.

– Não estou sabendo desse assunto, nunca pensei nesse assunto. Estou tão ocupado pensando na Seleção, focado em preparar a melhor equipe para a Copa América, as Olimpíadas e as eliminatórias. Quem não estiver preparado para isso, é só recusar convite quando for chamado.

Na Copa América, a partir do dia 4 de junho, o Brasil enfrentará na primeira fase o Equador, o Haiti e o Peru. Nas Olimpíadas, entre 4 e 10 de agosto, os rivais serão África do Sul, Iraque e Dinamarca. (globoesporte.com)

Comentários

comentários