Dudu terá de cumprir serviços comunitários por briga com esposa

Suspenso no Palmeiras, Dudu foi punido no último mês também pela Justiça de Goiás. Julgado por uma briga que teve em 2013 com a esposa (com quem continua junto), o jogador foi punido com horas de serviços comunitários – a sentença foi publicada no dia 14 de abril.

Dudu está fora do time, graças a um gancho do TJD (Foto: Reginaldo Castro/ LANCE!Press)
Dudu está fora do time, graças a um gancho do TJD (Foto: Reginaldo Castro/ LANCE!Press)

À época do incidente, o atacante estava no Dínamo de Kiev (UCR) e foi detido em Goiânia (GO) suspeito de agredir a esposa, Mallu Ohana Neves Rodrigues, e a sogra em suas férias. A acusação era de que o jogador deu socos e puxou cabelo na mulher; a mãe de Mallu tentou defendê-la, e acabou machucando o braço.

Dudu então pagou fiança de R$ 12 mil e alegou que o problema foi um mal entendido. De acordo com a sentença, o jogador foi absolvido do crime de ameaça, e houve a desclassificação de lesão corporal para vias de fato – que não é crime, mas uma contravenção.

A pena, publicada pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, é de prestação de serviços à comunidade por quatro meses, durante cinco horas semanais. A instituição será escolhida pelo Setor Interdisciplinar Penal, e o jogador terá de se apresentar mensalmente para informar o cumprimento da pena.

O camisa 7 está fora no Palmeiras por conta do empurrão que deu no árbitro Guilherme Ceretta de Lima, na final do Paulista – o ato gerou um gancho de 180 dias. O clube conseguiu efeito suspensivo até o novo julgamento, mas a liberação passará a valer apenas a partir de 3 de junho, numa decisão pouco comum.

LANCEPRESS!

Comentários

comentários