Dourados: Rua Monte Alegre teve registro de 75% das mortes no trânsito em fevereiro

Da Redação

O trânsito de Dourados foi bastante violento em fevereiro e quatro mortes foram registradas. Destas, chama a atenção o fato de três terem ocorrido na rua Monte Alegre, ou seja, 75% do total. Os dados são do relatório de acidentes de trânsito do Setor de Estatísticas do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) local, divulgado na última sexta-feira (15).

Segundo reportagem do site Dourados News, ao todo foram 109 acidentes no município, sendo 54 com danos materiais, 52 com registro de pessoas feridas e três com vítimas fatais.

Os dados mostram 132 homens se envolveram em acidentes no período em Dourados. Já o número de mulheres é de 72. O total de nove pessoas não tiveram o sexo informado. Pessoas na faixa etária de 30 a 59 anos estão entre as que mais se envolveram em acidentes (59 ao todo).

Na faixa etária de 18 a 29 anos, foram registradas 56 pessoas envolvidas. Com 60 anos ou mais, 14 pessoas. Menor de 18 anos tiveram dois registros. O número pode variar já que 82 pessoas envolvidas em acidentes não tiveram a idade informada.

Colisão/abalroamento foi responsável por 85 % dos casos. Outros registros foram por queda de moto, atropelamento, choque ou outra natureza.

Foram 66 pessoas entre vítimas fatais e feridas diante dos acidentes do período.

Casos – O primeiro registro de acidente com morte, tem data no dia 10 de fevereiro. Conforme mostrado pelo Dourados News, Lucas Assis da Silva Gonçalves, 21, foi encontrado caído sem vida e com sinais de atropelamento. O fato ocorreu na Rua Monte Alegre entre a Rangel Torres e Delfino Garrido.

De acordo com informações apuradas pela polícia, ele teria tido uma discussão com a irmã e havia saído de casa. A suspeita é de que ao sair para a rua, Lucas tenha caído e um carro o atropelado. No dia 16 de fevereiro, dois motociclistas colidiram na rua Monte Alegre, por volta das 5h20. Adilson da Silva Oliveira, 24, e Renato Souza Pereira, 37, pilotavam os veículos e são as vítimas fatais.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas os motociclistas já estavam mortos.

Já no dia 17, uma criança de apenas um ano e seis meses morreu após ser atropelada por um motociclista. O caso aconteceu na rua Josefa Cavalcante da Silva, próximo ao posto de saúde do Jardim das Oliveiras III.  De acordo com o registro policial, Pedro Alves Rodrigues Neto estava brincando na casa de um vizinho, quando o portão se abriu e ele correu para a via.

No momento em que a criança saiu, o motociclista numa Honda CG Titan escura, segundo relataram testemunhas, acabou a atingindo. Familiares chegaram a levar Pedro à UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas ele já chegou morto. A GMD (Guarda Municipal de Dourados) esteve na região e realizou rondas, porém, não encontraram o suspeito.

Agetran

Questionado sobre os registros na Monte Alegre, o diretor da Agetran, Carlos Fábio Selhorst dos Santos informou que a via registra esses altos índices de acidentes por conta do intenso tráfego de motociclistas, ciclistas, motoristas e pedestres, mas, que com vítimas fatais não é constante.

Carlos Fábio disse, à reportagem, que o fluxo no local melhorou após a proibição de estacionamento em um lado da via em certo trecho e, que essa condição deve ser ampliada no próximo mês. Outra ação que deve ocorrer no próximo mês é a sinalização horizontal e vertical nas vias.

Ainda segundo o diretor da Agetran, equipe da Agência fará avaliações de medidas que possam levar mais segurança ao local.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui