Dourados: Rua Monte Alegre teve registro de 75% das mortes no trânsito em fevereiro

Da Redação

O trânsito de Dourados foi bastante violento em fevereiro e quatro mortes foram registradas. Destas, chama a atenção o fato de três terem ocorrido na rua Monte Alegre, ou seja, 75% do total. Os dados são do relatório de acidentes de trânsito do Setor de Estatísticas do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) local, divulgado na última sexta-feira (15).

Segundo reportagem do site Dourados News, ao todo foram 109 acidentes no município, sendo 54 com danos materiais, 52 com registro de pessoas feridas e três com vítimas fatais.

Os dados mostram 132 homens se envolveram em acidentes no período em Dourados. Já o número de mulheres é de 72. O total de nove pessoas não tiveram o sexo informado. Pessoas na faixa etária de 30 a 59 anos estão entre as que mais se envolveram em acidentes (59 ao todo).

Na faixa etária de 18 a 29 anos, foram registradas 56 pessoas envolvidas. Com 60 anos ou mais, 14 pessoas. Menor de 18 anos tiveram dois registros. O número pode variar já que 82 pessoas envolvidas em acidentes não tiveram a idade informada.

Colisão/abalroamento foi responsável por 85 % dos casos. Outros registros foram por queda de moto, atropelamento, choque ou outra natureza.

Foram 66 pessoas entre vítimas fatais e feridas diante dos acidentes do período.

Casos – O primeiro registro de acidente com morte, tem data no dia 10 de fevereiro. Conforme mostrado pelo Dourados News, Lucas Assis da Silva Gonçalves, 21, foi encontrado caído sem vida e com sinais de atropelamento. O fato ocorreu na Rua Monte Alegre entre a Rangel Torres e Delfino Garrido.

De acordo com informações apuradas pela polícia, ele teria tido uma discussão com a irmã e havia saído de casa. A suspeita é de que ao sair para a rua, Lucas tenha caído e um carro o atropelado. No dia 16 de fevereiro, dois motociclistas colidiram na rua Monte Alegre, por volta das 5h20. Adilson da Silva Oliveira, 24, e Renato Souza Pereira, 37, pilotavam os veículos e são as vítimas fatais.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas os motociclistas já estavam mortos.

Já no dia 17, uma criança de apenas um ano e seis meses morreu após ser atropelada por um motociclista. O caso aconteceu na rua Josefa Cavalcante da Silva, próximo ao posto de saúde do Jardim das Oliveiras III.  De acordo com o registro policial, Pedro Alves Rodrigues Neto estava brincando na casa de um vizinho, quando o portão se abriu e ele correu para a via.

No momento em que a criança saiu, o motociclista numa Honda CG Titan escura, segundo relataram testemunhas, acabou a atingindo. Familiares chegaram a levar Pedro à UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas ele já chegou morto. A GMD (Guarda Municipal de Dourados) esteve na região e realizou rondas, porém, não encontraram o suspeito.

Agetran

Questionado sobre os registros na Monte Alegre, o diretor da Agetran, Carlos Fábio Selhorst dos Santos informou que a via registra esses altos índices de acidentes por conta do intenso tráfego de motociclistas, ciclistas, motoristas e pedestres, mas, que com vítimas fatais não é constante.

Carlos Fábio disse, à reportagem, que o fluxo no local melhorou após a proibição de estacionamento em um lado da via em certo trecho e, que essa condição deve ser ampliada no próximo mês. Outra ação que deve ocorrer no próximo mês é a sinalização horizontal e vertical nas vias.

Ainda segundo o diretor da Agetran, equipe da Agência fará avaliações de medidas que possam levar mais segurança ao local.

Comentários