Dorival é apresentado no São Paulo, elogia elenco e espera que não ocorram saídas

Globoesporte.com

Dorival foi apresentado com o presidente Leco e o diretor Vinícius Pinotti (Foto: Rubens Chiri / site oficial do SPFC)

Dorival Júnior foi apresentado nesta segunda-feira como novo técnico do São Paulo. Com a missão de evitar o primeiro rebaixamento da história do clube no Campeonato Brasileiro, o treinador começa seu trabalho, de fato, no treino marcado para 15h30, no CT da Barra Funda. A estreia será na quinta-feira (19h30), diante do Atlético-GO, no Morumbi, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Vou procurar fazer o meu melhor pelo São Paulo. Confio no trabalho e no elenco que o São Paulo tem. Estou chegando com a intenção de tentar encaminhar o que no momento não se apresenta. É uma responsabilidade grande, venho porque confio no meu trabalho e nas pessoas que estão aqui. Vou procurar fazer meu trabalho com muita intensidade. Que possamos estar fortalecidos e preparados. A cada ano, uma equipe grande sofre no Brasileiro e é preciso ter sensibilidade e fazer as coisas acontecerem de maneira positiva”, ressaltou o treinador, que só tem o Brasileirão pela frente no segundo semestre, já que o São Paulo foi eliminado precocemente na Copa do Brasil e na Sul-Americana.

Dorival fez questão de elogiar o elenco são-paulino e espera que não ocorram novas saídas no início do seu trabalho. Além disso, ele deixou claro que a base terá muito espaço no seu trabalho, assim como já vinha acontecendo com o antecessor Rogério Ceni.

“Não foi feita nenhuma exigência de reforços. O elenco é bom. Mas, dentro do possível e do momento do mercado, podemos reforçar. Temos que cessar essas conversas de chegadas e saídas porque isso quebra a confiança de um grupo. Temos que olhar com carinho o que temos dentro da nossa casa. O trabalho do Rogério, nesse aspecto, era elogiável. O São Paulo sempre produziu grandes jogadores e acredito que nossos problemas podem ser resolvidos com quem está aqui dentro”,  ressaltou o novo comandante são-paulino.

Dorival foi demitido do Santos no mês passado, após quase dois anos de trabalho. Lá, tirou o time da zona do rebaixamento no Brasileiro de 2015 e foi vice campeão brasileiro no ano passado. Ficou em segundo também na Copa do Brasil de 2015 e conquistou o Paulistão de 2016. O Santos ainda é a única equipe brasileira invicta na Libertadores deste ano.

Comentários