Dono de barracão diz ter comprado reciclados sem saber de maconha

Da Redação/JN

Carlos Roberto dos Santos, o ‘Carlinhos’, 44, se apresentou na tarde desta quarta-feira (25/4) no 2º Distrito Policial de Dourados e disse, em depoimento, que não tem qualquer tipo de envolvimento com as 2 toneladas de maconha apreendidas na terça-feira (24).

Carlinhos (esquerda), na companhia de advogados – Crédito: Osvaldo Duarte

O entorpecente foi encontrado no meio de produtos reciclados que ele comercializa.

Segundo o Dourados News, junto de seus advogados, ele também ‘livrou’ de responsabilidade os trabalhadores do local, presos na ação conjunta desenvolvida pelas polícias Militar e Federal, alegando que nenhum deles sabia da maconha.

Conforme seu relato, os produtos reciclados são comprados na região e chegam já embalados.

Pela carga onde a maconha se encontrava, ele disse ter desembolsado em torno de R$ 8 mil.

O caminhão apreendido pela madrugada no Jardim Guanabara teria sido carregado em seu depósito com o material, sem, conforme ele, que alguém soubesse da existência do entorpecente.

Carlinhos foi colocado no flagrante junto com as outras 10 pessoas presas na mesma operação, porém, responderá em liberdade por enquanto.

Comentários