Dólar volta a subir e fecha em alta de 0,63%, cotado a R$ 3,488

Após chegar a subir mais de 1% durante o dia, o dólar comercial reduziu a alta e fechou esta quarta-feira (19) com valorização de 0,63%, a R$ 3,488 na venda.

Moeda norte-americana fechou contada a R$ 3,488 (Foto: Ilustração)
Moeda norte-americana fechou contada a R$ 3,488 (Foto: Ilustração)

Na véspera, a moeda norte-americana tinha caído 0,47%. A moeda não fechava em alta desde a última quinta-feira (13).

Investidores analisaram a ata do Fed, Banco Central dos Estados Unidos, divulgada na tarde desta quarta-feira.

O documento indica que o país está mais perto de elevar a taxa de juros, porém o baixo nível da inflação e a instabilidade do mercado externo pesaram para que a decisão não fosse tomada ainda.

Investidores acreditam que a alta de juros nos Estados Unidos pode começar em setembro. Juros mais altos por lá podem atrair recursos atualmente aplicados em mercados emergentes, como o Brasil.

Cenário nacional

No Brasil, investidores continuavam preocupados com o cenário político. O Senado adiou para a sessão desta quarta-feira a análise do projeto de lei que retoma a cobrança dos impostos sobre a folha de pagamento para mais de 50 setores da economia.

A proposta é uma das medidas enviadas pelo governo da presidente Dilma Rousseff para ajustar as contas públicas.

Atuações do BC

No Brasil, o Banco Central continuou a rolar os contratos de swap cambial (equivalentes à venda futura de dólares) que vencem em setembro, vendendo a oferta total de até 11 mil contratos.

Ao todo, o BC já rolou US$ 5,967 bilhões, ou cerca de 60% do total de US$ 10,027 bilhões. Se continuar nesse ritmo, vai recolocar todo o lote. Os leilões de rolagem servem para adiar os vencimentos de contratos que foram vendidos no passado.

Com Informações Reuters

Comentários

comentários