Dólar vai a R$ 3,21 e acumula queda de mais de 11% no mês

O dólar fechou em queda pelo 3º dia seguido nesta quinta-feira (30), renovando mínimas em quase 1 ano e acumulando no mês de junho um recuo de mais de 11%, a maior desvalorização mensal em 13 anos.

A moeda dos Estados Unidos terminou o dia em queda de 0,73%, vendida a R$ 3,2133 – menor nível de fechamento desde 21 de julho de 2015 (3,1732 reais). Na mínima da sessão, o dólar chegou a R$ 3,1830. Veja a cotação do dólar hoje.

No mês de junho, o dólar recuou 11,05% frente ao real, o maior recuo mensal desde abril de 2003, segundo a Reuters.

Já a Bovespa fechou em alta de 1,03%, acumulando valorização de 18,8% no 1º semestre.

Queda de 18,61% no semestre

No 1º semestre e no acumulado do ano, o dólar tem desvalorização de 18,61%.

“Essa queda do dólar surpreendeu muita gente e parte do mercado quer ver até onde esse movimento tem força para ir”, disse à Reuters o operador da corretora Intercam Glauber Romano.

Operadores acreditam, no entanto, que a moeda norte-americana não deve se afastar muito do patamar atual no curto prazo, seja para cima ou para baixo, destaca a Reuters.

Embora incertezas sobre o futuro do Reino Unido após a opção por deixar a União Europeia (UE) permaneçam, a perspectiva de estímulos no resto do mundo tende a manter as cotações perto das mínimas em quase um ano.

Comentários

comentários