Dólar tem forte queda e bolsa dispara mais de 6% com resultado do 1º turno

ESTADÃO/JN

Após o resultado do 1º turno das eleições presidenciais, o dólar à vista chegou a mínima de R$ 3,70, com baixa de mais de 3%, mas depois estacionou perto dos R$ 3,75. A Bolsa chegou a entrar em leilão na abertura e superou o patamar dos 87 mil pontos, com alta de 6,06% na máxima. A grande vantagem do candidato de direita Jair Bolsonaro (PSL) em relação ao petista Fernando Haddad (PT) e o crescimento do PSL no Congresso, sustentam o ambiente positivo. A realidade de um segundo turno com Fernando Haddad (PT), porém, deve conter ganhos e provocar volatilidade.

Vantagem do candidato de direita em relação ao petista e o crescimento do PSL no Congresso devem sustentar mercados Foto: Mauro Pimentel/AFP

O desempenho de Jair Bolsonaro (PSL) na votação de primeiro turno das eleições presidenciais, com 46,03% dos votos válidos, surpreendeu. A avaliação é do economista Alexandre Póvoa, sócio da Canepa Asset. “O mercado não esperava uma votação tao expressiva a Bolsonaro. A expectativa era algo perto de 40% ou 41% dos votos válidos, foi surpreendente, acima do que o mercado esperava”, disse o economista.

Na avaliação de Póvoa, a preferência do mercado por Bolsonaro reflete mais o afastamento do PT do poder do que empolgação com as propostas do candidato do PSL. O otimismo com uma eventual presidência de Bolsonaro poderá provocar um rali no mercado, comentou. “Vai ser proporcional ao que for anunciado. Se for na linha de Paulo Guedes, o rali continua, a Bolsa pode chegar próxima aos 100 mil pontos e o dólar entre R$ 3,70 e R$ 3,80”, disse. “A grande preocupação é que essa união não é muito estável, sabemos que esta sujeita a chuvas e trovoadas e o mercado pode se decepcionar la na frente se não der certo”, ponderou o sócio da Canepa Asset.

As ações de estatais e bancos sustentam a forte alta da Bolsa. Cemig PN chegou a entrar em leilão e na sequência disparava 19,77%. Na abertura a ação chegou a subir mais de 22% antes de entrar em leilão. O mesmo acontece Eletrobrás PNB (+14,51%) e Eletrobras ON (+14,20%). Petrobrás, por sua vez, subia 10,60% (PN) e 10,13% (ON), enquanto BB ON avançava 11,95%.

As ações da fabricante de armas de fogo Forjas Taurus registravam forte alta de 4,46% (PN) e 19,74% (ON), enquanto o IBOVESPA avançava 4,50%, a 86.026 pontos.

Nesta manhã, os índices referenciados em papéis brasileiros (ETFs) disparavam mais de 6% nas bolsas europeias. Mas um ajuste depois não está descartado, diante da perspectiva de uma disputa acirrada e agressiva, e após os mercados locais terem fechado eufóricos na sexta-feira, esperando um desfecho em primeiro turno. Na semana passada, o dólar caiu 4,81% ante o real e a Bovespa subiu 3,75% em meio ao fortalecimento de Bolsonaro nas pesquisas.

 

 

Comentários