Dólar sobe e fecha acima de R$ 3,12 por preocupações com Lava Jato

O dólar comercial subiu pelo segundo dia seguido e fechou em alta de 0,86%, a R$ 3,128 na venda nesta quinta-feira (25), depois que foi registrado na Justiça do Rio Grande do Sul um pedido de habeas corpus preventivo pedindo que o ex-presidente Lula não seja preso na Operação Lava Jato.

Moeda norte-americana fechou em alta nesta quinta-feira
Moeda norte-americana fechou em alta nesta quinta-feira

Na véspera, a moeda já tinha subido 0,76%.

Pedido de habeas corpus para Lula ‘assustou’

A “Folha” noticiou pela manhã que foi pedido um habeas corpus preventivo na Justiça do RS solicitando que Lula não seja preso.

A moeda continuou subindo mesmo depois de ter sido noticiado que o habeas corpus foi registrado por um cidadão de Campinas, Mauricio Ramos Thomaz.

No final da tarde, a Justiça do RS informou ter negado o pedido.

“O mercado assustou e, na dúvida, comprou dólar”, disse o gerente de câmbio da corretora BGC Liquidez, Francisco Carvalho, à agência de notícias Reuters.

Atuação do BC no câmbio

Nesta manhã, o BC vendeu a oferta total de até 5.200 contratos oferecidos no leilão de swaps cambiais (contratos equivalentes à venda de dólares no mercado futuro).

Assim, até agora, foi rolado o equivalente a US$ 5,205 bilhões, que representam cerca de 60% do lote total, que corresponde a US$ 8,742 bilhões.

Os leilões de rolagem servem para adiar os vencimentos de contratos que foram vendidos no passado.

Reuters

Comentários

comentários