Dólar passa a subir, após impeachment passar pela Câmara

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Após abrir em queda, o dólar passou a subir nesta segunda-feira (18), após a Câmara dos Deputados aprovar a autorização para ter prosseguimento no Senado o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Às 9h30, a moeda norte-americana operava em alta de 0,3%, vendida a R$ 3,5348, após bater R$ 3,4719 na mínima do dia, logo após a abertura dos negócios, segundo a Reuters. Acompanhe a cotação ao longo do dia:

Às 9h10, queda de 0,31%, a R$ 3,5128.

Às 9h20, alta de 0,06%, a R$ 3,5263.

Na sexta, o dólar fechou em alta de 1,38%, vendida a R$ 3,524, diante da forte atuação do Banco Central no mercado de câmbio. Na semana, o dólar caiu 2,02%. No ano, há queda acumulada de 10,74%. Expectativas de aprovação do impeachment vinham exercendo forte pressão de baixa sobre o dólar, sobretudo nos últimos dias. Muitos operadores acreditam que eventual troca de governo pode ajudar a resgatar a confiança na economia brasileira.

“No curto prazo, a venda de dólares deve continuar, ainda mais levando em conta que o BC está comportado, silencioso”, disse o gerente de câmbio da corretora BGC Liquidez, Francisco Carvalho, à Reuters. O BC, por enquanto, não anunciou qualquer intervenção, após atuar fortemente neste mês principalmente por meio de swaps cambiais reversos, que equivalem a compra futura de dólares. Carvalho ressaltou, porém, que muitos operadores realizavam lucros neste pregão, após as fortes quedas do dólar que antecederam a votação.

Comentários

comentários