Dólar fecha em queda, a R$ 3,71, após declarações do presidente do Fed

G1/JP

O dólar recuou nesta sexta-feira (4), no menor patamar desde o início de novembro, após declarações do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, indicarem um cenário mais brando para os juros nos Estados Unidos.

Os investidores, no entanto, mantiveram uma certa cautela com a fala do presidente Jair Bolsonaro sobre a Previdência. Ele afirmou que pretende estabelecer idade mínima de 62 anos para homens e de 57 para mulheres. Em tramitação no Congresso, a proposta ainda do governo Michel Temer prevê idades de 62 anos para mulheres e 65 para homens.

A moeda norte-americana recuou 1,02%, vendida a R$ 3,7160.  É o menor patamar de fechamento desde 1º de novembro (R$ 3,6943). Na máxima da sessão, o dólar chegou a R$ 3,785, e na mínima foi a R$ 3,7095.

Na semana e no ano, o dólar acumula queda de 4,08%.

Já o dólar turismo foi vendido perto de R$ 3,86, sem considerar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Comentários