Dólar fecha em queda, de olho em anúncio de cortes pelo governo

14quedaO dólar ampliou sua queda em relação ao real no final da sessão e fechou em queda nesta segunda-feira (14), com investidores recebendo bem as notícias sobre o anúncio de cortes de gastos e aumento de receitas anunciados pelo governo mais tarde, como parte dos esforços para resgatar a credibilidade da política fiscal do país. A moeda dos EUA alternou movimentos de alta e baixa durante o dia, com investidores adotando cautela antes da reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano, nesta semana.

 

O dólar caiu 1,63%, a R$ 3,8138 na venda, após subir 0,69% na sessão passada e encerrar no maior nível desde 2002. Veja a cotação.

No mês e e no ano, a moeda acumula alta de 5,15% e 43,45%, respectivamente.

Veja as cotações ao longo do dia:
Às 9h10, recuava 0,48%, a R$ 3,8583.
Às 10h29, recuava 0,06%, a R$ 3,8747.
Às 10h40, subia 0,22%, a R$ 3,8859.
Às 11h19, subia 0,18%, a R$ 3,8842.
Às 11h59, caía 0,28%, a R$ 3,86.
Às 12h29, caía 0,46%, a R$ 3,859.
Às 13h09, caía 0,94%, a R$ 3,8405.
Às 14h09, caía 0,42%, a R$ 3,8607.
Às 15h09, caía 0,45%, a R$ 3,8595.
Às 15h54, caía 0,92%, a R$ 3,8414.
Às 16h35, caía 1,45%, a R$ 3,8208.

“O principal determinante dos movimentos do câmbio no curtíssimo prazo vai ser a reação do governo à perda do grau de investimento, sob a forma de cortes de gastos”, disse à Reuters o operador da corretora Intercam Glauber Romano.

“O governo vem com tudo. Parece que quer mostrar que acordou”, disse o operador de uma corretora nacional, sob condição de anonimato.

G1

Comentários

comentários