Dólar fecha em alta, de olho na comissão especial da Previdência

G1/RA

(Foto: Dado Ruvic)

O dólar fechou em alta nesta terça-feira (2), com investidores na expectativa pelo voto complementar do relator da reforma da Previdência na comissão especial, e renovada cautela nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China.

A moeda norte-americana subiu 0,29%, vendida a R$ 3,8544.

Na máxima do dia, chegou a subir 0,96%, a R$ 3,8803, e na mínima caiu 0,63%, a R$ 3,8188.

No dia anterior, a moeda norte-americana subiu 0,1%, vendida a R$ 3,8431.

“Como lá fora tem estado meio parado e aqui o pessoal está na expectativa da comissão (especial), a moeda está parada”, explicou o economista-chefe do Haitong Brazil, Flávio Serrano, para a agência Reuters.

Investidores concentraram atenções nesta terça-feira na apresentação do voto complementar do relator da reforma da Previdência na comissão especial, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), que começou no fim desta tarde.

No exterior, o alívio ligado à negociação comercial entre EUA e China se dissipou nesta terça-feira, após um pregão de apetite por risco na véspera, destaca a Reuters.

“Lá fora tem ainda uma rodada de preocupação em relação aos desdobramentos tanto da guerra comercial EUA-China como também do que pode acontecer na política monetária norte-americana”, disse Serrano.

Comentários