Dólar cai abaixo de R$ 3,20, de olho no exterior

O dólar opera em queda nesta segunda-feira (9), com os investidores de olho na cena externa e com algum fluxo positivo de recursos.

Às 14h39, a moeda americana caía 0,85%, vendida a R$ 3,1942.

“A agenda hoje está mais esvaziada, o que abre espaço para o monitorar o sinal de alta de lá de fora”, comentou o operador da corretora Ourominas, Maurício Gaioti à Reuters.

De acordo com o Valor Online, os investidores esperam novos comentários de integrantes do Federal Reserve (Fed, banco central americano). Eric Rosengren (Fed Boston) e Dennis Lockhart (Fed Atlata) discursam nesta segunda-feira. Na sexta-feira passada, o presidente do Fed de Chigado, Charles Evans, disse que BC americano pode elevar os juros três vezes neste ano, mais do que ele próprio esperava alguns meses atrás.

O clima de expectativa domina a semana, com a decisão de política monetária no Brasil na quarta-feira, mesmo dia em que o presidente americano eleito, Donald Trump, fará sua primeira entrevista coletiva após a vitória nas urnas em novembro de 2016.

Os mercados estão de olho no futuro governo de Donald Trump, que assume a Presidência dos Estados Unidos no próximo dia 20, diante de suas promessas de adotar uma política econômica inflacionária. Por isso, os investidores temem que o Federal Reserve, banco central norte-americano, possa elevar ainda mais os juros e atrair para a maior economia do mundo recursos hoje aplicados em outras praças, como a brasileira.

“O mercado está também em compasso de espera pelo início da gestão de Donald Trump”, comentou Gaioti à Reuters.

Ainda conforme o Valor Online, o mercado espera que Trump dê contornos do que será sua política externa e também sobre seus planos de aumentar gastos. Essa perspectiva tem guiado os mercados desde a eleição americana, levando a uma alta do dólar, dos juros dos Treasuries e das ações americanas.

 (Com G1)

Comentários