Dois centroavantes: Verdão confirma Luiz Adriano e Henrique Dourado

Lancepress/JP

Luiz Adriano e Henrique Dourado chegam como alternativas para o ataque do Palmeiras no ano (Reprodução)

Pouco mais de 6h antes de entrar em campo diante do Godoy Cruz, para definir seu destino na Libertadores, o Palmeiras confirmou oficialmente a contratação de dois centroavantes. Henrique Dourado chega por empréstimo, de graça, até o final do ano, enquanto Luiz Adriano, que estava no Spartak Moscou, da Rússia, assina contrato válido por quatro temporadas.

O anúncio de Henrique Dourado era questão de tempo, pois o jogador já trabalha na Academia de Futebol desde a semana passada e até apareceu treinando com os colegas diante da imprensa, no gramado, nessa segunda-feira. Luiz Adriano definiu os últimos detalhes de sua chegada no começo da tarde e deve se juntar ao grupo de Luiz Felipe Scolari nos próximos dias, mas já gravou vídeo com mensagem para a torcida.

– Nação Palmeirense! Muito obrigado pelas mensagens e pelo carinho. Estou muito feliz de poder assinar esse contrato com esse grande clube que é o Palmeiras. Muito feliz pelos objetivos e quero contar com todos vocês! Estou aqui para dar meu máximo e buscar os objetivos que são os títulos. Conto com vocês! Avanti Palestra! – disse o atacante (veja o vídeo abaixo).

O primeiro a aparecer no site oficial é quem já estava com situação definida há uma semana. Artilheiro do Verdão quase rebaixado no Campeonato Brasileiro de 2014, Henrique Dourado foi emprestado pelo Henan Jianye, da China, até dezembro sem nenhum custo, nem mesmo com salário. Ele não poderia atuar pela equipe asiática porque a diretoria já extrapolou o limite de estrangeiros.

A chegada de Henrique Dourado teve o aval de Felipão, mas recebeu críticas da torcida nas redes sociais. O Palmeiras, no anúncio, destacou seus números: 18 gols em 39 jogos em sua primeira passagem, entre abril e dezembro de 2014, sendo 16 deles pelo Campeonato Brasileiro, pelo qual foi vice-artilheiro, dois gols atrás de Fred, então no Fluminense. E foi o primeiro jogador do clube a balançar as redes no Allianz Parque, convertendo pênalti no empate por 1 a 1 diante do Athletico-PR, pela última rodada do Nacional.

O jogador de 29 anos também foi exaltado no anúncio do Verdão por sua “garra e qualidade em cobranças de pênaltis” e seus número recentes. Ostentou o posto de principal artilheiro do país em 2017, pelo Fluminense, com 32 gols, sendo artilheiro do Brasileiro, com 18 gols, ao lado de Jô, então no Corinthians. Em 2018, foi o artilheiro do Flamengo, com 13 gols – acabou negociado com a China no começo de 2019.

Luiz Adriano, por sua vez, chega como a principal aposta para a função mais criticada do grupo. A diretoria se mobilizou para definir todos os detalhes burocráticos da chegada do atleta antes desta quarta-feira, último dia para inscrição de atletas vindos do exterior. O atacante abriu mão de valores que tinha a receber no Spartak Moscou, clube que fica com 50% de seus direitos – outros 50% são do Palmeiras, que só pagará salários e comissão.

Luiz Adriano tem 32 anos de idade e passagem pela Seleção Brasileira, inclusive com histórico na base do time nacional. Foi revelado pelo Inter, no qual conquistou o Mundial de Clubes em 2006. Ficou na Europa por 12 anos, com passagens de oito temporadas pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, e pelo Milan, da Itália, que defendeu entre 2015 e 2017. Estava no Spartak Moscou desde a metade de 2017 e tinha contrato até 30 de junho de 2020.

Com Luiz Adriano e Henrique Dourado, a princípio, o elenco fica com cinco centroavantes. Felipão já conta com Deyverson, que desagradou com recentes más atuações, Borja, que deve ser titular nesta terça-feira, mas que o clube tenta negociar, e Arthur Cabral, vindo do Ceará nesta temporada, porém com poucas oportunidades com Scolari.

Obviamente, Luiz Adriano e Henrique Dourado não estão à disposição para atuar nesta noite, assim como o zagueiro Vitor Hugo, outra contratação anunciada nesta semana. O Palmeiras enfrenta o Godoy Cruz, às 21h30, no Allianz Parque, precisando vencer por qualquer placar ou até empatar por 0 a 0 ou 1 a 1 para avançar às quartas de final da Libertadores – a ida, na Argentina, ficou 2 a 2, e gol fora de casa conta como critério de desempate.

Comentários