Dívida de drogas no valor de R$ 60 motivou jovem a matar mulher com 17 facadas

Uma dívida de drogas no valor de R$ 60,00 levou o jovem Michael Peterson Espírito Santo Magalhães, de 23 anos, vulgo ‘Maiquinho Corumbá’, a desferir 17 golpes de faca em Rosimeire Soares Dias, 40, que não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital Santa Casa em Campo Grande. O crime ocorreu na madrugada da última sexta-feira (17) no Bairro Santa Eugênia.

Foto Luana Campos
Maiquinho (camisa branca) diz não se arrepender do crime Foto Luana Campos

De acordo com informações da delegada do 4° DP, Célia Maria da Silva, Rosimeire seria usuária de entorpecentes e ‘Maiquinho’ teria ido à sua residência 15 dias antes para cobrar a dívida na companhia de Alcebíades Simões Fernades, 18, vulgo ‘Zica’. No entanto eles foram surpreendidos pelo companheiro de Rosimeire que efetuou disparos de arma de fogo contra os dois, atingindo ‘Zica’ na região da virilha.

Na sexta-feira (17) ‘Maiquinho’ teria ido atrás da vítima novamente, dessa vez na companhia de Rafael Alves Brasil, conhecido como ‘Da Rua’. A delegada explicou que segundo o autor, Rosimeire teria zombado dos dois e saído correndo mas foi surpreendida por uma rasteira de ‘Da Rua. Em seguida ‘Maiquinho’ a esfaqueou.

Michael já tem passagem por homicídio na cidade de Cuiabá, no Mato Grosso. Ele foi preso em flagrante por meio de denúncias anônimas, na manhã de hoje (23) em uma residência na Rua Délia Amaro, Bairro Campo Nobre. Alcebíades também foi preso no local por tráfico de drogas. No local a polícia apreendeu porções de cocaína, maconha, pasta base e uma pistola Taurus PT.

O autor do homicídio afirma não ter arrependimento do crime e conta que agiu em defesa da própria vida, “ela já tinha tentado me matar, se eu não fizesse isso era eu que ‘tava’ morto”, declarou.

Luana Campos

 

 

 

Comentários

comentários