Diretores do Hospital Regional são para prestar depoimento ao Gaeco

O diretor-presidente do Hospital Regional de Campo Grande, Justiniano Barbosa Vavas e o e o diretor-administrativo financeiro, Joseli Roberto, foram encaminhados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) nesta manhã, para esclarecimentos acerca da Operação Reagente, deflagrada para combater esquema de corrupção passiva e ativa, e fraudes em licitações de equipamentos para a unidade de saúde.

Gaeco faz operação contra quadrilha suspeita de fraude em licitações de equipamentos médicos

Uma equipe do Gaeco, juntamente com o Batalhão de Choque da Polícia Militar, esteve na casa de Vavas, no Carandá Bosque, no início da manhã, e em seguida saiu com ele, que entrou em uma viatura descaracterizada. Ainda não há informações se ele foi preso.

A busca faz parte da Operação Reagente. São no total 17 mandados – 3 de prisão preventiva e 14 de busca e apreensão – em ação contra fraudes em licitações do HR (Hospital Regional) de Campo Grande.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui