DF veta distribuição de remédio para epilepsia com princípio ativo da maconha

Imagem: Reprodução
Governador alegou que embora reconheça a importância e se sensibilize com o assunto, não pode validar a proposta pela falta de recursos necessários. Imagem ilustrativa

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, vetou o projeto de lei que garante a distribuição gratuita de medicamentos à base de canabidiol. A substância, derivada da maconha, é usada no tratamento alternativo de epilepsia e convulsão.
A projeto do deputado Rodrigo Delmasso, do PTN, foi aprovado na Câmara Distrital em dezembro do ano passado. A proposta muda a lei que institui o programa de Prevenção à Epilepsia e Assistência Integral às Pessoas com Epilepsia.

Canabidiol EpilepsiaO projeto também prevê novas regras de atendimento e inclui 11 medicamentos, além do canabidiol, na lista de distribuição da rede pública.

O governador justificou que embora reconheça a importância e se sensibilize com o assunto, não pode validar a proposta pela falta de recursos necessários. Mas afirma que vai aprofundar o debate com especialistas a fim de construir uma alternativa viável.

Os medicamentos com a presença do canabidiol não são produzidos no Brasil. Em janeiro do ano passado, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária permitiu a importação para pacientes, hospitais e associações que precisem do tratamento. (Agência Brasil)

Comentários

comentários