Desfalques obrigam Felipão a ‘misturar’ Palmeiras e colocam elenco à prova

Gazeta Esportiva.com

Até o último domingo, Luiz Felipe Scolari havia estabelecido duas formações bem definidas e distintas no Palmeiras: uma para disputar o Campeonato Brasileiro e outra para jogar a Copa Libertadores. As suspensões e lesões nos últimos duelos, porém, obrigaram o treinador a modificar suas equipes e colocam o elenco palestrino à prova.

Contra o Ceará, Felipão se viu forçado a escalar Antônio Carlos e Edu Dracena na zaga, em virtude da suspensão de Gustavo Gómez e da opção do comandante de não misturar as duplas de defensores que vinha utilizando (no caso do Brasileiro, o paraguaio ao lado de Luan).

Para o duelo seguinte, contra o Boca Juniors, portanto, a medida foi repetida. Devido ao cansaço de Antônio Carlos e Dracena, que vinham atuando na Libertadores, Gómez e Luan foram escalados como titulares pela primeira vez no torneio sul-americano.

No meio-campo, Lucas Lima, atleta que mais jogou pelo Verdão no Brasileiro deste ano, também está suspenso, assim como Bruno Henrique. As baixas irão obrigar Moisés a seguir entre os titulares, não permitindo descanso ao camisa 10 antes do jogo de volta das semifinais, contra o Boca Juniors, na próxima quarta-feira, no Allianz Parque. Situação idêntica à de Borja, que deve ocupar a vaga do suspenso Deyverson contra o Flamengo.

O Palmeiras é o líder do Campeonato Brasileiro com 62 pontos ganhos em 30 partidas disputadas. Já o Flamengo tem quatro pontos a menos e é o vice-líder. Os rivais se enfrentam neste sábado, às 16h (de Brasília), no Maracanã.

Comentários