Desembargador decide transferir Olarte de cela de delegacia para comando da PM

O desembargador Luiz Claudio Bonassini, do Tribunal de Justiça, acatou o pedido da defesa do vice-prefeito afastado Gilmar Olarte e preso desde às 5 horas desta sexta-feira (2). Ele será transferido da cela da 3ª delegacia de polícia da Capital para o Comando Geral da Polícia Militar, no Parque dos Poderes.

Olarte foi até ao Imol onde fez o exame de corpo de delito
Olarte foi até ao Imol onde fez o exame de corpo de delito

A decisão baseou-se em artigo 295 do Código Penal que trata de recolhimento a quartéis ou a prisão especial, nesse caso o réu é vice-prefeito e foi prefeito, mesmo que atualmente esteja afastado do cargo.

“Trata-se de uma distinção legal estabelecida não em razão da pessoa, mas da função exercida por ela”, disse Bonassini.

“Determino que Gilmar Olarte seja transferido para cela do quartel do Comando Geral da Polícia Militar local, onde permanecerá à disposição da justiça até o cumprimento integral do período de prisão temporária ou nova determinação deste Juízo”, completou o relator.

Olarte falou rapidamente com a imprensa ao retornar a 3ª Delegacia de Polícia Civil, localizada no Bairro Carandá Bosque em Campo Grande. Ao entrar no local, Olarte estava visivelmente abatido e não revelou aos jornalistas em qual cidade estava antes de ser preso. “Estou tranquilo, já me apresentei a Justiça”.

Olarte foi até ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) onde fez o exame de corpo de delito e retornou para à sede da 3ªDP.

Comentários

comentários