Descoberta gravação de Renato Russo aos 18 anos

Giuliano Manfredini, 27 anos, filho de Renato Russo, recebeu o que seria a gravação mais antiga do cantor. A gravação estava em uma fita em Belo Horizonte com Carlos Marcelo, pesquisador e biógrafo do líder da Legião Urbana. Agora, será estudada e virá a público. “Sabíamos da existência dela, mas não da localização”, disse Giuliano.

Segundo a Folha de S.Paulo, o áudio, com cerca de 45 minutos, foi gravado no apartamento onde o músico morava com os pais, em Brasília, entre 1978 e 1980, pelo menos dois anos antes da criação do grupo. Renato tinha por volta de 18 anos e uma voz ainda não tão grave. André Pretorius, que depois seria seu colega no Aborto Elétrico, o acompanhava, no violão.

A fita contém dez músicas, incluindo algumas que ficariam famosas com a Legião, como “Faroeste Caboclo”. Outra raridade é a melodia de “Tempo Perdido”, lançada anos depois pela banda, mas cantada com outra letra. Refazer composições era comum no processo criativo do autor. Também há oito vinhetas, cada uma com cerca de um minuto de duração. Cantadas em inglês, são provavelmente covers de bandas de punk rock da época.

Giuliano entregou o material ao MIS (Museu da Imagem e do Som), em São Paulo, responsável pela preservação do acervo de Renato. A instituição está catalogando tudo para uma exposição sobre ele em 2017.

via Folha de S. Paulo

Comentários

comentários