Desafio de novo chefe da polícia é reduzir criminalidade

O governador Reinaldo Azambuja e o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, empossaram na noite desta segunda-feira, 11, o secretário adjunto da Sejusp, delegado Antônio Carlos Videira, o delegado-geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas, e o superintendente de Segurança Pública da Sejusp, coronel Deusdete Souza Oliveira Filho.

Governador Reinaldo Azambuja cumprimenta o novo chefe da Polícia Civil de MS Foto: Chico Ribeiro
Governador Reinaldo Azambuja cumprimenta o novo chefe da Polícia Civil de MS Foto: Chico Ribeiro

O delegado Marcelo Vargas ocupa o cargo em substituição ao delegado Roberval Maurício Cardoso Rodrigues, que por 15 meses comandou a Polícia Civil. O novo delegado-geral da Polícia Civil assume o comando da instituição que conta com 14 Delegacias Especializadas, nove Delegacias Distritais e 104 Delegacias Municipais, totalizando 128 unidades, sendo 80% delas próprias. Entre os desafios do delegado Marcelo Vargas estão o cumprimento da meta de redução dos índices criminais entre 6 e 8% e a manutenção do índice de esclarecimentos de homicídios que hoje é de mais de 70% em Mato Grosso do Sul.

O Estado lidera o ranking nacional com um índice superior ao dos Estados Unidos e comparado ao do Reino Unido. Hoje a Polícia Civil conta com sistema de serviços on-line, entre eles o Boletim de Ocorrência Virtual. Além disso, todas as unidades estão integradas através de um Banco de Dados Único que permite agilidade nos serviços prestados à população.

Na solenidade de hoje foram empossados ainda o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública Adjunto, delegado Antônio Carlos Videira, que deixa o cargo de superintendente de Segurança Pública, que será ocupado pelo ex comandante-geral da Polícia Militar, coronel Deusdete Oliveira.

Comentários

comentários