Derf desarticula quadrilha que invadiu casa no Coronel Antônino

(Da esq. p/ dir.) Shirley, Ianiky, Helen, Iago e Francisco. (Foto: Paulo Francis)
(Da esq. p/ dir.) Shirley, Ianiky, Helen, Iago e Francisco. (Foto: Paulo Francis)

A Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), apresentou na tarde desta quarta-feira(16), a quadrilha responsável pelo roubo de uma residencia ocorrida no último dia 5, no bairro Coronel Antonino, em Campo Grande, onde foi levado dois automóveis, a quantia de R$ 5,6 mil, celulares, três televisores e seis notebooks.

A quadrilha, composta por 5 adultos e 3 adolescentes foi desarticulada ontem(15), em uma residencia localizada no Jardim Centenário. No local foram presos Helen Maira de Moura Bergas, de 36 anos, seu filho Iago Victor Bergas da Rosa, 18 anos, Shirley Martins Pereira, 27 anos, Ianiky Bianka de Oliveira Sales, 19 anos, Francisco de Souza Milane Neto, 22 anos, e um adolescente de 17 anos. Outros dois adolescentes, um de 16 e outro de 17 anos, já foram identificados porem ainda não tiveram a prisão decretada.

Todos os presos participaram diretamente ao roubo da residencia, exceto Helen, que atuou guardando os objetos do furto em sua casa, onde foram encontrados diversos produtos, como televisores, monitores de computador, celulares, notebooks, câmeras fotográficas, um revolver calibre 38 e munições, facas, uma touca preta, peças de motocicleta e lacres que seria utilizado para prender as vítimas.

Objetos foram encontrados na casa de Helen e na casa do (Foto: Paulo Francis)
Objetos foram encontrados na casa de Helen e na casa de Marcos Roberto, o Cabeleireiro. (Foto: Paulo Francis)

O restante dos objetos furtados, como televisores, notebooks e celulares, foi encontrado na noite de ontem em posse do cabeleireiro Marcos Roberto Negrini, 34, no Bairro Moreninhas. Ele foi preso pelo crime de receptação.

De acordo com o delegado Carlos Delano, a quadrilha decidiu cometer o crime com base em informações e prestadas por pessoas que estariam presas em presídios do Estado. “Eles tinham informação de que dentro desta residencia haveria uma quantia frutuosa de dinheiro e isso foi o principal motivo que levou a praticar esse crime. É importante salientar que não havia esse dinheiro lá e eles levaram apenas uma quantia bem reduzida de dinheiro, que era o que a família possuía no momento”, afirma.

Motocicleta utilizada pelas mulheres nos assaltos. (Foto: Paulo Francis)
Motocicleta utilizada pelas mulheres nos assaltos. (Foto: Paulo Francis)

Além do roubo a residencia, duas mulheres, a Helem e a Shirley confessaram ter praticado 5 assaltos em via publica. Todos ocorreram com as mesmas caraterísticas, elas em uma motocicleta abordavam a vitima em posse de uma faca e subtraia o celular da vitima.

Crime – Três assaltantes invadiram a residência, amarraram os parentes e roubaram dois carros da família. Segundo relatos das vítimas, estavam dormindo na residência uma idosa de 79 anos, dois homens de 59 e 31 e um jovem de 29 anos.
Ameaçando a família, os ladrões exigiam um cofre. Depois de amarrar as vítimas com fitas braçadeiras, uma espécie de lacre, os assaltantes reviraram a casa.
Os veículos foram recuperados, a caminhonete S-10 foi interceptada em Ponta Porã, já o o Ford Fiesta foi abandonado no Bairro Iracy Coelho, em Campo Grande.

Paulo Francis

Comentários

comentários