Deputado entra na justiça por sorteio de gabinetes

Redação

Deputado João Henrique Catan, quer o sorteio de gabinetes para os parlamentares.

O deputado estadual João Henrique Catan, 30, entrou com um mandado de segurança e pdido de liminar na justiça para que os gabinetes dos deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul sejam definidos através de sorteios.

O pedido foi realizado com a alegação de falta de definição sobre a lotação dos 24 parlamentares que assumirão os cargos no dia 1º de fevereiro e devido ao curto período, motivou o pedido em urgência de liminar para definição de dia, hora e local para a definição.

O deputado reclama que da falta de informação e orientação, de como é feito a escolha dos gabinetes, sem critérios, nem regras para a escolha dos gabinetes, mas há muita diferença de espaços entre um e outro gabinete. Catan explica que a ação é para garantir a imparcialidade e igualdade nos critérios, “Quebrar velhas e escusas tradições”, disse.

João Henrique explicou que alguns deputados, por conta da idade não precisam participar do sorteio, em virtude da idade, locomoção reduzida entre outras justificativas.

Deputado de primeiro mandato, o mais jovem da Casa de Leis do Estado e o único do PR, eleito com 11 mil votos, João Henrique disse que não se intimidar diante dos demais parlamentares com mais tempo de legislatura.

“Recebi apoio de outros parlamentares. Acredito que sobre ninguém poderá recair pecha negativa, por exigir a observância de moralidade, impessoalidade, publicidade e transparência. Jurei cumprir a Constituição como advogado e estou preparado para refazer este juramento como parlamentar”, complementou.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui