Deputado de MS diz que consumo de drogas culmina em voto no PT

Durante discussão de projeto que restringe o uso de aromatizantes e flavorizantes em bebidas alcoólicas, o deputado federal de Mato Grosso do Sul, Luiz Henrique Mandetta (DEM), relator do projeto, levou os membros da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara às gargalhadas.

Mendetta lembrou as discussões para descriminalização da maconha e disse que os traficantes vão fazer “maconha mais forte, mais fraca, embalada, não embalada. É a mesma coisa, faz mal e dá câncer”. Em seguida emendou: “o cara começa na maconha, passa para cocaína, vai no crack e acaba votando no PT”.

O deputado acabou sendo interrompido com uma série de gargalhadas dos deputados que acompanhavam a sessão. O próprio deputado caiu na risada e não conseguiu completar o raciocínio.

Ao fim do vídeo, Mandetta acaba pedindo desculpas ao parlamentar que presidia a sessão.

Assista ao vídeo abaixo:

 

Comentários

comentários