Deputado Dagoberto Nogueira afirma que Uber deve ser regularizado

O deputado federal Dagoberto Nogueira Filho (PDT), participou na manhã desta sexta-feira (09), do programa Tribuna Livre, da rádio Capital 95FM. O representante de Mato Grosso do Sul no Congresso Nacional abordou temas como a corrupção e os projetos que tramitam em Brasília.

Uma das maiores polêmicas que circularam por Brasília nos últimos dias foi a votação da pauta que remetia aos juízes. Esta aprovação gerou alvoroço nas opiniões do povo brasileiro, de acordo com o deputado, faltou explicar o que aconteceu.

“O que nós fizemos foi apenas aprovar que juízes e desembargadores podem ser processados criminalmente caso cometam atos ilícitos como todo cidadão brasileiro. Está na Constituição que todos sao iguais e eles não podem ficar de fora disso.”, declara o deputado.

Em entrevista concedida ao PáginaBrazil.com, Nogueira Filho ressaltou o polêmico Projeto de Lei que regulariza o Uber. “Nós não queremos proibir o Uber, queremos apenas a regulamentação. Que eles sejam identificados, inclusive com placas vermelhas. Não é questão de preço, é de regulamentação.”

Acerca da semana polêmica em Brasília, com tantos alvoroços, o parlamentar destaca que as votações do congresso também foram polêmicas, com a votação de duas medidas provisórias que atrasaram a votação de urgência do PL do Uber.

“Nós discutimos duas medidas provisórias muito polêmicas, como a do Ensino Médio, por exemplo que foi até muito tarde e não tivemos tempo de votar nem ela e nem a urgência do Uber. Acho muito difícil votar o projeto [do Uber] neste ano em decorrência de todas as polêmicas que acontecem no congresso.”, finaliza Nogueira Filho.

Comentários