Depois de virar vereador, Durães pede desfiliação do PT

O vereador Roberto Durães aproveitou a “janela” para troca de partidos e pediu desfilição do Partido dos Trabalhadores (PT). Ele assumiu a cadeira de vereador na Câmara de Campo Grande com a cassação da petista Thais Helena.

Vereador só irá se pronunciar sobre sua saída do PT, após notificar oficialmente a Câmara Municipal,
Vereador só irá se pronunciar sobre sua saída do PT, após notificar oficialmente a Câmara Municipal,

A decisão de acatamento da desfiliação foi confirmada nesta segunda-feira (22) pelo Diretório Municipal do PT.

Em nota, a presidente municipal do PT, Maria Rosana Gama, lamentou a perda da cadeira “conquistada com os votos da legenda do partido” e, sobre o ex-suplente, afirmou que depois de disputar “várias eleições, em partidos diferentes, Roberto Durães sabe que não conseguiria ser eleito e assumir o mandato com apenas 1.890 votos que obteve nas eleições em 2012”. Por fim, a presidente local do PT afirma que o partido recebeu a desfiliação, considerando que, “desde que assumiu o mandato Roberto Durães não demonstrou interesse em participar das atividades e reuniões do Partido para as quais fora convidado, a ainda tendo tomado, neste curto espaço de tempo desde que assumiu, posições e atitudes com as quais não concordamos e nem expressam o PT”.

O parlamentar não informou que legenda pretende ingressar e mantém o discurso da semana passada e diz apenas que ‘analisa convites recebido de outros dez partidos’.

Conforme assessoria do parlamentar, ele só irá se pronunciar sobre sua saída do PT, após notificar oficialmente a Cãmara Municipal, o que deve ocorrer durante sessão desta terça-feira (23).

Ainda segundo a assessoria, Durães recebeu convite de outros 10 partidos, mas ainda não decidiu com qual deles irá firmar sua filiação. Na última quinta-feira (18), o vereador disse ao Jornal Midiamax, que analisava os convites recebidos. “Quando assumi como vereador, senti que estava em uma luta desigual. Gosto do PT, mas estou estudando novas possibilidades. Falo humildemente, de verdade, que recebi 10 convites, mas não há nada certo ainda. Partido é coisa séria e não quero errar nessa escolha”, disse.

Com a saída de Durães, a bancada do PT na Câmara fica representada apenas por Alex do PT e Ayrton Araújo.

Comentários

comentários