Depois de filha e mãe serem assassinadas, rapaz é morto com tiro na cabeça

Denis Aparecido Vaz Seguro, de 27 anos, foi assassinado na noite de ontem(15), por volta das 21h10m, de frente a uma residência localizada na avenida Miguel Sontani, no bairro Jardim Paraíso,em Naviraí.

Vítima estava na casa de amigo tomando tereré quando foi morta  (Foto: Humberto Zum / Ta Na Mídia Naviraí)
Vítima estava na casa de amigo tomando tereré quando foi morta (Foto: Humberto Zum / Ta Na Mídia Naviraí)

Segundo informações, Denis estava sentado de frente a uma residência de um amigo tomando tereré, e momento que o amigo entrou na casa para pegar mais água, aconteceu o assassinato.

A Polícia Militar foi acionada, e ao chegar ao local encontrou Denis sentado em uma cadeira de área na calçada da residência, com um ferimento a bala na cabeça. Os policiais militares acionaram o Corpo de Bombeiros, que ao chegaram ao local constataram que Denis já estava morto.

De acordo com informações do site Ta Na Mídia Naviraí, Denis foi alvejado por um único tiro do lado esquerdo da cabeça. O amigo que estava com ele, disse que ao entrar para buscar água para o tereré, ouviu um disparo e em seguida o barulho de uma moto saindo do local, e que ao sair para ver o que teria acontecido encontrou Denis baleado sobre a cadeira.

Segundo o perito crimina que esteve no local do crime, aparentemente Denis foi morto com um tiro a queima roupa – curta distancia. A Polícia Civil também esteve no local do crime e já trabalha no caso.

Mãe e filha assassinadas

Na noite do dia 13 de agosto de 2014, Denis teve sua mãe Maria Dolores Vaz Seguro, conhecida como “Lola” de 58 anos e a filha Carolina Crispin Seguro de apenas 4 anos de idade (neta de Maria), assassinadas a facadas dentro de sua residência, também na rua Miguel Sotani, a poucos metros onde ele foi assassinado ontem.

A filha de Denis foi assassinada com 19 facadas e a avó com 17 facadas. O crime chocou a cidade. O autor do assassinato identificado como sendo Eder Peixer, de 20 anos, foi preso horas depois de cometer o crime, pelos policias do SIG do 1º DP (Delegacia de Polícia Civil). Eder foi localizado escondido nos fundos de uma residência no bairro Jardim Progresso.

Ao ser preso Eder disse teria ido até a casa de Denis para receber uma divida de droga no valor R$800,00, que Denis teria comprado em seu nome e não teria pago. Ao chegar à casa de Denis para cobrá-lo, Eder encontrou apenas mãe e a filha do mesmo, e ao falar sobre a suposta divida, ele teria sido agredido pela mulher. Ele então pegou uma faca que estava sobre uma mesa da cozinha e começou a esfaquear a mulher e logo em seguida partiu para cima da menina que estava chorando vendo a avó ser morta, e a esfaqueou também.

Denis deixava a casa quando foi surpreendido por Eder que chegava a residência. Após uma discussão eles entraram em luta corporal, sendo que Eder conseguiu fugir. Ao entrar na casa Denis encontrou sua filha e a mãe mortas. Ao ficar sabendo que Eder havia sido preso, Denis e mais alguns familiares tentaram invadir a delegacia, porem foram detidos pelos policias. Eder foi autuado em flagrante pelo crime de duplo homicídio qualificado e encontra-se preso no Presido de Naviraí.

Comentários

comentários