Depois de fechar ambulatório, Santa Casa suspende cirurgias eletivas a partir de segunda

Depois de suspenderr o atendimento ambulatorial de média complexidade na última terça-feira (5) , a direção da Santa Casa de Campo Grande decidiu, nesta quinta-feira (7), suspender também, por tempo indeterminado, as cirurgias eletivas devido a não renovação do contrato com a prefeitura.

Foto: Wanderson Lara
Foto: Wanderson Lara

Em nota divulgada nesta quinta-feira, as diretorias da Santa Casa e da Associação Beneficente explicam que o contrato, vencido desde o dia 7 de abril, garante o pagamento pelo atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A suspensão passa a valer a partir de segunda-feira (11).

Segundo a Associação Beneficente, as propostas feitas pela prefeitura “não atendem ao valor de custo dos serviços devidamente realizados, não estabelecem a quitação de serviços já faturados e entregues e não garantem a continuidade dos atendimentos nos próximos 12 meses”.
Consta na nota que a suspensão da realização das cirurgias eletivas implicará no fechamento de oito salas cirúrgicas. Por dia, pelo menos 54 procedimentos dessa natureza são realizados e por mês o número chega a 1.092.

A diretoria alega que a decisão visa garantir os atendimentos de urgência e emergência.

Comentários

comentários