Depacs contabilizam entrada de mais de 4.800 presos e registro de 35.000 boletins de ocorrência em 2019

As duas Depacs de Campo Grande (Centro e Piratininga) contabilizaram entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2019, a entrada de 4.816 presos, decorrentes de prisões em flagrante e mandados de prisão, bem como o registro de 35.062 boletins de ocorrência, conforme levantamento interno.

Foto: Divulgação.

Na Depac Centro foram 1.408 autos de prisão em flagrante, 985 mandados de prisão cumpridos, 65 adolescentes apreendidos em flagrante e 57 menores com mandados de apreensão cumpridos. No total foram registrados 19.380 boletins de ocorrências, sendo 4.896 de fatos atípicos (preservação de direito e extravio) e 14.484 de ocorrências criminais dos mais variados crimes, dentre furtos, roubos, receptação, tráfico de drogas e homicídio.

Já na Depac Piratininga, transferida recentemente para o Cepol, foram lavrados 1.206 autos de prisão em flagrante, 936 mandados de prisão cumpridos, 81 adolescentes apreendidos em flagrante e 78 com mandados de apreensão cumpridos. No total, foram registrados 15.682 boletins de ocorrências, sendo 12.478 ocorrências criminais e 3.204 de fatos atípicos.

As Depacs são responsáveis pela execução de grande parte da tarefa de atendimento da população da Capital, hoje estimada em aproximadamente novecentos mil habitantes, através de plantão ininterrupto (24 horas por dia, 7 dias da semana) nas duas unidades, realizando todo tipo de atendimento à população.

As Delegacias de Pronto Atendimento também contam com equipes de escolta e remoção de presos, responsáveis pelo transporte de presos até o Fórum de Campo Grande, para realização das audiências de custódia, bem como até os presídios da Capital.

*com informações da PCMS

Comentários