Delegação de MS é a primeira a desembarcar em Cascavel para disputa dos Jogos Escolares

Da Redação

Composta por 163 pessoas, delegação de MS desembarcou em Cascavel nas primeiras horas desta segunda-feira (2) (Foto: Divulgação)

A delegação de Mato Grosso do Sul desembarcou em Cascavel (PR) nas primeiras horas desta segunda-feira (2) para participar da Etapa Regional dos Jogos Escolares da Juventude, denominada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) de região amarela. A delegação composta por 163 pessoas, com 15 equipes de basquete, futsal, handebol e vôlei, tanto no masculino quanto no feminino e em duas faixas etárias, é a segunda maior delegação entre os oito estados participantes da fase (Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo).

As equipes viajaram mais de 600 km em quatro ônibus para enfrentar a maratona de jogos e estrear na maior competição escolar do país.

Escolas de Campo Grande, Ponta Porã, Dourados, Jardim, Nova Andradina, Aquidauana e Corumbá vão representar o Estado em Cascavel. “Fizemos uma viagem bem tranquila e rápida. Chegamos duas horas antes do esperado. Agora é descansar para estrear na competição com vitória”, afirmou Lucas Vásquez Leandro, de 16 anos, central da equipe masculina de handebol juvenil (15 a 17 anos).

Lucas estuda na Escola Estadual Coronel Pedro José Rufino, de Jardim (MS), equipe que busca voltar à etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude após ausência no ano passado. A instituição participou de três edições nacionais, em João Pessoa 2016, Curitiba e Brasília 2017, quando conquistou a medalha de bronze.

“Teremos adversários difíceis como São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, mas nosso time é muito forte taticamente, joga junto desde os 10 anos e estamos confiantes em conquistar essa vaga para a etapa nacional, em Blumenau. Tivemos o desfalque do Everton Marçal, um jogador realmente diferenciado que arremessa com as duas mãos e que agora está defendendo o time de Itajaí (SC). Mas o time é bem entrosado, todos assumem a responsabilidade e vamos com tudo em busca dessa vaga”, afirmou o fã do craque Nikola Karabatic, três vezes medalhista olímpico pela França.

A equipe feminina de basquete (15 a 17 anos) da Escola Estadual Professora Fátima Gaiotto Sampaio, de Nova Andradina (MS), também está confiante em conquistar a sua vaga para estrear na etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude. A ala-armadora Maria Eduarda Bulcão Gomes é a mais animada da equipe.

“Enfrentamos o time de Goiás, Rio Grande do Sul e do Espírito Santo, quando perdemos por um ponto, no início do ano, e nossa expectativa é boa”, disse a atleta de 16 anos. Sua companheira de equipe, a ala-pivô Nathalia Vital Verão, concorda. “Espero que a gente jogue bem, que ninguém saia machucado e que a gente suba no pódio”, afirmou a jovem de 17 anos.

A partir desta terça-feira (3.9), oito quadras da cidade paranaense vão ferver com as emoções dos jogos de basquete, futsal, handebol e vôlei, a partir das 8h15, sempre com entrada franca.

Campeões e vice-campeões conquistam vaga para a Etapa Nacional dos Jogos Escolares da Juventude, que reunirá competidores das modalidades coletivas e individuais de 16 a 30 de novembro, em Blumenau (SC). Confira a programação: https://www.cob.org.br/pt/jogos-escolares/o-evento/programa-de-competicao.

Jogos Escolares da Juventude

Organizado há 15 anos pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), os Jogos Escolares reúnem, em um clima de interação, respeito e amizade, mais de 6.000 alunos-atletas, de 12 a 17 anos e, desde o ano passado, têm um novo formato, com três etapas regionais e uma nacional. Somando-se às seletivas municipais e estaduais, os Jogos Escolares da Juventude movimentam todos os anos mais de 2 milhões de jovens de 40 mil escolas públicas e privadas de quase 4 mil municípios.

Os Jogos Escolares já revelaram vários atletas para o alto rendimento, como a campeã olímpica Sarah Menezes e a campeã mundial Mayra Aguiar, ambas do judô. Além delas, nomes como Hugo Calderano (tênis de mesa), Raulzinho (basquete), Etiene Medeiros (natação), Rosângela Santos (atletismo), que integraram o Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, deram seus primeiros passos no esporte nos Jogos Escolares. Nos Jogos Pan-americanos Lima 2019, 59 atletas da delegação brasileira tiveram passagem pelos Jogos Escolares.

Com um viés educacional, os Jogos Escolares estão cada vez mais próximos de outro programa do COB, o Transforma, que promove os Valores Olímpicos. O projeto possui duas frentes: uma destinada à formação de professores, que devem criar novas maneiras de ensinar e desenvolver as habilidades socioemocionais dos alunos; e outra com atividades educativas a crianças e jovens. Durante a etapa nacional, estão previstas também ações educativas no Centro de Convivência do evento, com crianças de escolas públicas municipais. Já em Cascavel e em Palmas, durante as etapas regionais, haverá a entrega de diplomas aos professores que passaram por uma capacitação online.

Comentários