Delcídio do Amaral renuncia à presidência de comissão do Senado

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) decidiu nesta terça-feira (1º) deixar a presidência da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. A renúncia ao cargo foi lida pelo senador José Medeiros (PPS-MT) que presidia a sessão no começo desta tarde.

Delcídio do Amaral (PT-MS) durante sessão da CAE Delcídio do Amaral (PT-MS) durante sessão da CAE - Foto: Pedro França/Agência Senado
Delcídio do Amaral (PT-MS) durante sessão da CAE Delcídio do Amaral (PT-MS) durante sessão da CAE – Foto: Pedro França/Agência Senado

 

Delcídio do Amaral está em licença médica do Senado. De acordo com a assessoria de imprensa, o senador foi para São Paulo realizar uma bateria de exames médicos. Ele tem autorização do Supremo Tribunal Federal (STF) para ficar em São Paulo até 7 de março, uma vez que cumpre recolhimento domiciliar depois de ter a prisão preventiva revogada pelo STF.

Delcídio responde a uma representação no Conselho de Ética do Senado por suposta quebra de decoro parlamentar. Ele foi preso em novembro de 2015 por suspeita de tentar obstruirr as investigações da operação Lava Jato.

Na nota que enviou à Mesa do Senado, Delcídio informou que tomou a decisão de deixar a presidência da CAE para cuidar da saúde e para preparar a defesa na representação no Conselho de Ética.

“Considerando a necessidade de preparar meu retorno à base eleitoral que represento, concentrar-me na defesa junto ao Conselho de Ética e ao restabelecimento pleno da minha saúde, deixo a Presidência da Comissão de Assuntos Econômicos, no Senado Federal”, diz a nota .

A Comissão de Assuntos Econômicos deve se reunir na próxima terça-feira para eleger novo presidente. Até lá, o vice-presidente do colegiado exerce a função interinamente. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) foi indicada pelo PT para ocupar a vaga aberta pela saída de Delcídio, mas o nome dela ainda precisa passar por apreciação do colegiado.(G1)

Comentários

comentários