Delação de Marcelo Odebrecht finaliza nesta sexta

A delação de Marcelo Odebrecht é mais esperada da Lava Jato

Ex-presidente e herdeiro do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht deve finalizar nesta sexta-feira (27) sua delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato. O executivo deixou nesta manhã a carceragem da Polícia Federal em Curitiba e seguiu para a sede da Justiça Federal na capital paranaense onde participará de uma audiência com um juiz auxiliar do STF (Supremo Tribunal Federal) para ratificar seu depoimento a procuradores da operação.

A previsão é que a audiência comece por volta das 9h e demore cerca de 20 minutos. Trata-se de um procedimento padrão antes da Justiça homologar um acordo de delação premiada. O juiz Márcio Schiefler Flores, auxiliar do ex-ministro Teori Zavascki, morto na queda de um avião na semana passada, é quem comandará o procedimento.

O juiz questionará Marcelo Odebrecht. Ele deve confirmar ao magistrado que prestou os depoimentos, como delator, de maneira espontânea. Assim, as informações colhidas dos delatores poderão ser usadas legalmente pelos investigadores da Polícia Federal e do Ministério Público Federal em novos inquéritos e naqueles que já estão em andamento.

A delação de Marcelo Odebrecht é a mais esperada da Lava Jato. Estimasse que o executivo da maior empreiteira do país cite mais de uma centena de políticos e confesse crimes cometidos para realização de projetos em vários Estados do país.

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, determinou na última segunda-feira (23) que os três juízes assistentes de Teori realizassem as audiências para ratificação das delações premiadas de 77 executivos ligados a Odebrecht na Operação Lava Jato.

Esse trabalho havia sido anteriormente suspenso por causa da morte de Teori.

Comentários