Defesa Civil monitora as regiões mais afetadas pelas fortes chuvas

Da Redação

A Coordenadoria de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul (Cedec/MS) mantém monitoramento em todas as regiões do Estado suscetíveis a desastres naturais motivados pelo volume de chuvas acima da média nesse período do ano, priorizando os municípios que já decretaram situação de emergência em setembro: Amambai, Caarapó e Bandeirantes.

A meteorologia prevê chuvas localizadas acima da média durante a estação da primavera, com ocorrência de vendavais e subida repentina de níveis de rios. Na última semana, as precipitações atingiram áreas urbanas de Tacuru e Jardim e também regiões rurais de vários municípios.

Miranda: nível normal

Em Bonito, a elevação do nível do rio Miranda, nos dias 13 e 14 de outubro, chegou a 6,24 metros. O Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) lançou aviso de evento crítico, no dia 13, devido ao nível de emergência atingido pelo rio após chover 81 milímetros por 72 horas na região. O Miranda transbordou, contudo não afetou a população lindeira.

Boletim divulgado na manhã desta segunda-feira (15.10) pela Sala de Situação do Imasul indica que o rio Miranda voltou ao nível normal (4,59 metros) em Bonito, mantendo-se inalterado em Miranda (5,56 metros).

Comentários