De virada, Fluminense derrota o Galo e Fred sai zerado em reencontro

O Fluminense manteve a esperanças de chegar ao G4 do Campeonato Brasileiro ao derrotar o Atlético-MG, de virada, por 4 a 2, em partida disputada na noite desta segunda-feira, no estádio Giulite Coutinho. A vitória fez o Tricolor das Laranjeiras subir para a sétima posição com 37 pontos ganhos, três a menos que o Corinthians que ocupa a quarta colocação.

Fluminense conseguiu uma vitória importante sobre o Galo (Foto: Gazeta)
Fluminense conseguiu uma vitória importante sobre o Galo (Foto: Gazeta)

Já o Galo perdeu a chance de encostar nos líderes Palmeiras e Flamengo e segue em terceiro com 42 pontos ganhos. Os gols do time carioca foram marcados por Douglas, Marquinho, Gustavo Scarpa e Maranhão, enquanto Robinho e Otero anotaram para a equipe mineira.

No reencontro com a torcida do Fluminense, o atacante Fred foi muito hostilizado, teve uma atuação apagada e foi substituído ao final do primeiro tempo. A equipe dirigida por Levir Culpi foi superior durante os 90 minutos e mesmo sofrendo o primeiro gol na etapa inicial, não se abalou e mostrou força na segunda etapa para conseguir os gols que garantiram o importante resultado.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar a Chapecoense, no Giulite Coutinho. O Atlético-MG vai receber o Sport, no Independência.

O JOGO

A partida começou movimentada com as duas equipes procurando o gol. Logo aos três minutos, Maicosuel invadiu a área e foi derrubado por Cícero na área, mas o árbitro nada marcou. Em seguida, o Atlético-MG chegou novamente com perigo. Robinho levantou e o zagueiro Leonardo Silva cabeceou com grande perigo, mas a bola saiu raspando na trave defendida por Julio Cesar.

Aos sete minutos, foi a vez de a torcida do Fluminense pedir a marcação de um pênalti, quando Marcos Junior caiu após ser tocado por Edcarlos na área mineira. Fred era vaiado pela torcida tricolor a cada toque na bola e tentava fugir da marcação, mas era bem marcado por Gum. O time dirigido por Levir Culpi ficava mais tempo com a bola, mas criava poucas chances para concluir.

Aos 18 minutos, Wellington arriscou da entrada da área e encobriu o travessão defendido por Victor. Aos 21, foi a vez de Gustavo Scarpa tentar encobrir o goleiro atleticano, mas o meia mandou a bola para fora.

Sem conseguir abrir o placar, o Flu foi punido aos 27 minutos, quando o Atlético marcou o primeiro gol. Após cobrança de escanteio, a defesa do Fluminense não saiu e Robinho recebeu livre na área para bater sem chances para o goleiro Julio Cesar.

Aos 33 minutos, o atacante Fred concluiu pela primeira vez, mas a bola saiu longe do gol e a torcida vaiou muito.
Cinco minutos depois, Robinho recebeu na entrada da área e chutou forte, dando mais um susto na torcida tricolor.

A resposta da equipe carioca veio em arrancada de Wellington, que lançou Marcos Junior entre os zagueiros e o chute saiu perto do gol defendido por Victor. Logo depois, o Tricolor assustou em conclusão rasteira de Gustavo Scarpa, que quase enganou o goleiro do time mineiro.

Os dois times voltaram modificados para o segundo tempo. O atacante Magno Alves entrou no lugar do meia Danilinho, enquanto no Galo, o meia Otero entrou na vaga do atacante Fred. E as substituições surtiram efeito, já que o Fluminense empatou logo aos quatro minutos. Magno Alves foi lançado e deu um passe perfeito para a entrada do volante Douglas, que bateu sem chances para Victor. Foi o primeiro gol do jovem como profissional.

Com muita dificuldade, o time visitante só voltou a aparecer na área carioca aos 14 minutos, em chute de Lucas Cândido que Julio Cesar defendeu bem. Logo depois, Otero bateu falta na entrada da área e a bola tirou tinta da trave direita de Julio Cesar, que ficou estático no gol tricolor.

O técnico Levir Culpi decidiu colocar Maranhão e Marquinho. E na primeira bola que recebeu, Marquinho desempatou aos 27 minutos. O meia recebeu de Magno Alves, entrou na área e deslocou Victor.

O Fluminense ampliou a vantagem aos 32 minutos. Victor saiu jogando errado e obrigou Edcarlos a derrubar Magno Alves na entrada da área. Depois de muita confusão, Gustavo Scarpa bateu a falta com muita categoria e marcou o terceiro gol da equipe tricolor.

Sem outra alternativa, a equipe dirigida por Marcelo Oliveira se lançou ao ataque e acabou marcando o segundo gol aos 42 minutos. Após lançamento na área, Pratto cabeceou e Otero dividiu com Henrique para colocar a bola nas redes.

O Fluminense não se assustou e marcou o quarto gol aos 46 minutos. Maranhão arrancou pela intermediária, se livrou da marcação e tocou na saída de Victor para definir o resultado da partida.

FICHA TÉCNICA FLUMINENSE 4 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Giulitte Coutinho, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 12 de setembro de 2016, segunda-feira
Hora: 20h (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Adailton Fernando Menezes (GO) e Edson Antonio de Sousa (GO)
Cartão Amarelo: Wellington(Flu); Lucas Pratto, Otero, Edcarlos, Carlos César(AM)

Gols:
FLUMINENSE: Douglas, aos quatro minutos e Marquinho aos 27, Gustavo Scarpa aos 32 e Maranhão, aos 46 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-MG: Robinho aos 27 minutos do primeiro tempo

FLUMINENSE: Julio Cesar, Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Douglas, Cícero, Danilinho( Magno Alves) e Gustavo Scarpa; Wellington(Maranhão) e Marcos Junior(Marquinho)
Técnico: Levir Culpi

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César, Leonardo Silva, Edcarlos e Fábio Santos; Rafael Carioca, Lucas Cândido(Carlos Eduardo), Robinho e Maicosuel(Junior Urso): Lucas Pratto e Fred(Otero)
Técnico: Marcelo Oliveira

Comentários

comentários