De produtos estragados à presença de larvas, Vigilância flagra irregularidades em 20 comércios

Jefferson Parreira

De janeiro a abril deste ano, a Vigilância Sanitária de Três Lagoas – a 330 quilômetros de Campo Grande – autuou pelo menos 20 estabelecimentos comerciais, entre supermercados, restaurantes e lanchonetes do município, por falta de higiene. A conservação de alimentos, produtos estragados, mau cheiro, moscas, acúmulo de lixo e presença de roedores, são umas das causas das autuações.

De acordo com o órgão, nos supermercados as irregularidades são registradas, principalmente, nos setores de frios e confeitaria. Em um dos restaurantes fiscalizados, os técnicos flagraram a existência de larvas sobre um suporte de madeira, utilizado para servir carnes.

“Todos os estabelecimentos que apresentaram irregularidades foram notificados e deverão regularizar a situação. Caso isso não ocorra, é emitido o auto de infração e o local poderá ser multado e até interditado”, explicou a coordenadora da Vigilância Sanitária, Maria Aparecida de Oliveira.

A profissional esclarece que o número de irregularidades é considerado alto, porém, está dentro da normalidade. Maria Aparecida destaca, ainda, que a cidade está em expansão e os fiscais estão monitorando, de forma mais intensa, os empreendimentos abertos no município.

Apesar das notificações, nenhum supermercado ou restaurante foi fechado pelos fiscais. A coordenadora orienta que os consumidores devem denunciar à Vigilância, casos como estes.

Os registros podem ser feitos na Vigilância Sanitária ou pelo telefone (67) 3929-1861.

(Com JP News)

Comentários

comentários