Cuca brinca com ex-companheiro Dorival Júnior e pede equilíbrio

Se entre os jogadores o clima é de provocação antes do clássico entre Palmeiras e Santos, entre os técnicos há camaradagem. Nesta sexta-feira, Cuca brincou com Dorival Júnior, companheiro nos tempos de jogador, e pediu equilíbrio a seus atletas em campo na semifinal do Campeonato Paulista.

Cuca, de boné, e Dorival Júnior, último à direita, jogaram juntos no Juventude, em 1995 (Foto: Divulgação )
Cuca, de boné, e Dorival Júnior, último à direita, jogaram juntos no Juventude, em 1995 (Foto: Divulgação )

Na temporada de 1992, Cuca e Dorival Júnior, ambos meio-campistas, defenderam o Palmeiras juntos e em 1995 repetiram a parceria pelo Juventude. Questionado se tem alguma história marcante ao lado do atual treinador santista, o técnico palmeirense sorriu.

“Tenho, mas não vou falar, porque ele ficaria mais motivado ainda. É meu amigo, gosto dele como se fosse meu irmão. É muito gente boa. Temos grandes histórias juntos, um pouco aqui no Palmeiras e mais no Juventude. Um dia, conto algumas, mas antes do clássico, não”, disse Cuca.

Os dois amigos se enfrentarão em tempos de rivalidade acirrada entre Palmeiras e Santos, finalistas do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil em 2015. Recentemente, o meia Lucas Lima usou seu perfil no Twitter para debochar do time alviverde e acabou rebatido por Dudu e Gabriel Jesus.

“Da nossa parte, temos falado aos atletas que é um jogo decisivo, mas que precisamos de equilíbrio. A motivação é importante, desde que dentro dos limites das regras. Caso contrário, você pode ter jogador expulso e acaba se prejudicando. Isso já aconteceu conosco e levamos como lição”, afirmou Cuca.

O técnico considerou que, dentro do contexto atual entre os dois clubes, as recentes provocações podem ser levadas em tom de brincadeira. Por outro lado, reprovou o comportamento de Lucas Lima, que debochou do Palmeiras enquanto estava defendendo a Seleção Brasileira.

“Eu acho errado esse tipo de conduta. Prefiro ficar quieto no meu canto, mas cada um tem um jeito. Se alguém tira sarro do seu time e depois está defendo nossa cor maior, que é a amarela, como você vai torcer por ele, mesmo sendo brasileiro? É uma coisa até para o Lucas pensar no futuro”, disse Cuca.

Às 16 horas (de Brasília) deste domingo, em jogo único pela semifinal do Campeonato Paulista, Palmeiras e Santos duelam na Vila Belmiro, com decisão por pênaltis em caso de empate. Por determinação das autoridades, apenas torcedores da equipe mandante estarão no estádio.

Comentários

comentários