Cruz tem volta espetacular, vence TJ Dillashaw na decisão e retoma cinturão do UFC

A luta principal do UFC Boston, realizado neste domingo, foi uma das mais aguardadas dos últimos tempos. E valeu a pena esperar. Na disputa de cinturão dos galos, Dominick Cruz recuperou o título da categoria contra TJ Dillashaw com uma vitória na decisão dividida dos juízes em uma luta espetacular de cinco rounds.

18vl

Apesar do longo tempo afastado do octógono por conta de diversas lesões no joelho, Cruz mostrou estar 100% recuperado e deu o conhecido show de movimentação que é sua característica. Com um jogo de pernas impecável, Cruz confundiu e fez TJ errar diversos golpes, acertando os melhores ataques do confronto para vencer na decisão dos juízes.

– Muito obrigado a todos pelo apoio. Honestamente, ninguém vai me aposentar. Já enfrentei muitos caras diferentes, TJ também foi diferente e eu cheguei a um novo nível agora. Não descanso e não vou descansar enquanto não treinar o suficiente. Obrigado por terem acreditado em mim – declarou o novo campeão dos galos, que recuperou seu cinturão após perdê-lo por decisão do UFC diante de uma série de lesões que o manteve inativo.

Desapontado por perder o título após duas defesas bem sucedidas, Dillashaw reconheceu seus erros, parabenizou Cruz e pediu uma nova chance.

– Estou muito despontado, achei que tivesse vencido, pressionado mais, mas foi erro meu de ter deixado nas mãos juízes. Achei que os últimos dois rounds eu venci bem, sabia que seria apertado. Mas quero lutar de novo! Quero parabenizar Dominick, ele está de parabéns. Foi meu erro não ter acertado muito ele – avaliou.

Com o resultado, Dominick Cruz conquista a segunda vitória em quatro anos e três meses. Ele recupera o título dos galos defendido pela última vez em outubro de 2011. Agora ele alcança o expressivo número de 21 vitórias e apenas uma derrota na carreira. Já Dillashaw, soma o terceiro revés em 15 lutas em sua trajetória no MMA.

A LUTA

Em um duelo entre lutadores de estilos parecidos e movimentações espetaculares, TJ e Cruz começaram em ritmo acelerado. Dillashaw começou tomando o centro do cage, enquanto Dominick circulou e conectou os primeiros socos. Nos cinco minutos iniciais Cruz se movimentou melhor e conseguiu acertar o rival mais vezes.

Na segunda etapa, Dominick seguiu melhor na movimentação conectando os melhores ataques e conseguiu duas derrubadas que somaram pontos importantes no combate. TJ seguiu tentando encurralar o rival, mas sem muito sucesso, apesar de atingir Cruz algumas vezes com socos e chutes.

A terceira etapa teve novamente Cruz mais ativo e com uma esquiva impecável. O americano atacava a cada esquiva concluída. Dominick acertou bons socos e chutes e chegou a derrubar o rival duas vezes, sem manter TJ muito tempo no solo. Dillashaw seguiu acertando golpes importantes, mas não tão expressivos.

O assalto teve uma melhora considerável por parte de Dillashaw. O americano pressionou mais, conseguiu uma boa derrubada e conectou golpes potentes no rival. Dominick respondeu bem aos ataques, mas foi menos ativo na etapa.

No último round, TJ seguiu com a melhora, cercou de forma mais efetiva Dominick e conectou golpes fortes, apostando também nos chutes baixos diretamente no joelho direito de Cruz, onde o lutador enfrentou sérias lesões que o deixaram de fora do octógono por mais de três anos. O duelo acabou com uma trocação franca eletrizante que deixou o público de pé na arena.(LANCEPRESS!)

Comentários

comentários