Corpo esquartejado em Copacabana gera repercussão mundial

A notícia de que um corpo esquartejado foi encontrado próximo a arena que abrigará o vôlei de praia nos Jogos Olímpicos do Rio, em Copacabana, chamou a atenção da imprensa mundial. O fato teve grande repercussão, já que faltam apenas 36 dias para o início do maior evento esportivo na cidade.

Foto: Reprodução / Gazeta Esportiva
Foto: Reprodução / Gazeta Esportiva

Partes de um corpo mutilado foi encontrado na orla de Copacabana, já próximo ao Leme. A polícia não informou se a vítima era homem ou mulher e o caso foi encaminhado para a Delegacia de Homicídios. Um suposto áudio de um dos policiais que participaram da ocorrência nesta quarta-feira anda circulando nas redes sociais, onde o agente afirma que “o Rio de Janeiro está ficando cada vez pior”.

A Polícia Militar do Rio de Janeiro afirmou que irá apurar o áudio e ainda analisa possíveis punições ao agente, que, segundo o órgão, infringiu alguns códigos impostos a quem presta serviço militar.

O jornal britânico Daily Mail caracterizou o ocorrido como uma “descoberta macabra”, enquanto a agência de notícias Reuters deu destaque para a proximidade entre o local em que foi achado o corpo e arena olímpica. O The Guardian engloba o crime a outros problemas no Brasil, como o crescimento criminal nos últimos meses, a recessão econômica e o escândalo político que o país enfrenta.

Diante de riscos iminentes, o Governo Federal repassou R$ 2,9 bilhões para que o serviço de segurança durante os Jogos Olímpicos seja reforçado no Rio de Janeiro. A Cerimônia de Abertura do evento está marcada para o próximo dia 5 de agosto, no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão.

Comentários

comentários