Corpo de professora da UFMS será enterrado em Campo Grande

Da Redação

Será enterrado neste domingo (12), em Campo Grande, o corpo da professora universitária Ana Lúcia Espíndola. Analu, como ficou conhecida, foi por 30 anos docente do curso de Sociologia da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e estava internada desde o início da semana passada após sofrer um aneurisma cerebral.

Foto: Divulgação JPNews.

Analu tinha 53 anos, morava em Três Lagoas – distante 338 km de Campo Grande – e deixou um filho de 15 anos. Ela também ministrava aula em turmas de mestrado em Campo Grande e Corumbá, segundo o JPNews.

O enterro, a pedido de familiares, será realizado no cemitério Jardim das Palmeiras, a partir das 15 horas. A morte foi comunicada por professores e amigos em redes sociais e lamentada pela direção do campus de Três Lagoas.

“Hoje o dia nasceu e uma dor enorme toma conta de nossos corações. Nossa amiga, companheira de tantas lutas, não está entre nós! No dia em que passou mal, Ana escreveu em sua página social algo que somente pessoas grandiosas poderiam dizer: “Sou mãe e não quero ser eterna. Quero viver apenas enquanto estiver podendo fazer isso sem sofrimento e com autonomia”. Ana, mulher do povo, como ela mesma se definia, nos deixou e, pensando na dor que ficaria entre todos, procurou reconfortar nossos corações”, diz trecho da nota divulgada pela universidade neste domingo (12).

Comentários