Coronel David propõe ações efetivas para Capital voltar a criar empregos

O candidato a prefeito Coronel David (PSC), da chapa “Por uma Campo Grande Melhor”, propõe ações efetivas para resgatar o protagonismo da Capital na geração de empregos em Mato Grosso do Sul. Segundo o Ministério do Trabalho, só neste ano, a cidade que não conta com secretário de Desenvolvimento desde abril, fechou 2.565 vagas de empregos, enquanto o Estado teve a criação de 4,9 mil novos postos de trabalho.

O Plano de Governo tem o eixo Município Indutor, que entende que é dever do município
O Plano de Governo tem o eixo Município Indutor, que entende que é dever do município

“Esta situação não pode continuar”, afirma o candidato. De janeiro do ano passado a agosto deste ano, conforme o Ministério do Trabalho, a Capital fechou 9.930 postos de trabalho. Quase 10 mil trabalhadores ficaram sem emprego.

O Plano de Governo tem o eixo Município Indutor, que entende que é dever do município

planejar estrategicamente o desenvolvimento econômico e social. A prioridade do Coronel David será ativar o Codecon (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social), que não realiza reuniões desde março deste ano, há seis meses, apesar de contar com 200 propostas de investimentos protocoladas. O compromisso é realizar reuniões mensais para agilizar a chegada de novas empresas à Capital.

Apesar do desempregado bater recorde negativo, a Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico) está sem titular há seis meses. Coronel David vai contar com secretário eficiente e implementar ações para atrair indústrias que gerem emprego e renda. Ele defende a concessão de incentivos com critérios para evitar a farra na utilização dos benefícios. A indústria fechou 1,6 mil vagas.

O setor que mais desempregou na Capital nos últimos 20 meses foi a construção civil, com o fechamento de 2,2 mil vagas. Coronel David propõe a conclusão das obras paradas e mudança na concessão de alvarás da construção civil. Atualmente, a liberação de alvará para construção de imóvel de 360 metros quadrados, o mais comum na cidade, leva até um ano. A proposta é reduzir este prazo para destravar as obras na construção civil.

Para reverter o desemprego no setor de serviços, que eliminou 1,7 mil postos de trabalho, Coronel David propõe o desenvolvimento de nova política de turismo, com a realização de grandes eventos esportivos.

Outro setor atingido pela crise é o comércio, com o fechamento de 1,5 mil vagas de emprego. Coronel David vai garantir o diálogo com os comerciantes. O objetivo é evitar o desenvolvimento de projetos ruins para o segmento, como a revitalização da Avenida Júlio de Castilho, que causou o fechamento de dezenas de lojas. Coronel David também assumiu o compromisso de apoiar a carta do Pacto Juntos por Campo Grande, lançado com o apoio da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande.

Comentários

comentários