Coronel David critica falta de investimento em saúde na Capital

O candidato a prefeito Coronel David (PSC), da chapa “Por uma Campo Grande Melhor”, lamentou a falta de investimento em saúde. Apesar do caos, da falta de remédios e de vagas em hospitais e postos de saúde, a Prefeitura da Capital só aplicou 38,6% dos recursos previstos no primeiro semestre deste ano.

celsau

“É por isso que não temos remédios e médicos nos postos”, denuncia o candidato. De acordo com o Relatório de Execução Orçamentária, de janeiro a junho deste ano, o município investiu só R$ 449,2 milhões em saúde, apesar do montante previsto no orçamento ser de R$ 1,162 bilhão.

Houve redução nos investimentos apesar da epidemia de dengue, que levou 27 mil pessoas aos postos de saúde e ter causado três mortes. Neste ano, a gripe matou 29 campo-grandenses, segundo a Secretaria Estadual de Saúde.

Os moradores da cidade ainda sofrem com a falta de médicos, de pediatras, de medicamentos e até de materiais básicos, como seringas, nas unidades de saúde da Capital. Obras de postos de saúde continuam paradas.

Comentários

comentários