Corinthians vence o lanterna América-MG e encosta no líder Palmeiras

O Corinthians alcançou o líder Palmeiras na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Na noite desta quarta-feira, a equipe comandada por Cristóvão Borges produziu o suficiente para derrotar o lanterna América-MG por 2 a 0, com gols de Romero e Marquinhos Gabriel (de pênalti), e passar a dividir o topo com o rival.

Romero (dir) marcou o primeiro gol do Timão (Foto: Globo Esporte)
Romero (dir) marcou o primeiro gol do Timão (Foto: Globo Esporte)

O Corinthians agora tem os mesmos 22 pontos do Palmeiras, mas dois gols de saldo a menos – e poderá ver o concorrente se distanciar novamente na quinta-feira, quando o time dirigido por Cuca receberá o Figueirense. Já o ameaçado América continua com apenas 8 pontos ganhos.

O triunfo sobre o oponente mineiro foi só o segundo obtido fora de casa pelo Corinthians na competição – antes, ainda sob o comando de Tite, a equipe havia derrotado o Sport por 2 a 0 na Ilha do Retiro. Também serviu para desempatar o histórico de confrontos com o América-MG – agora, são seis vitórias, cinco derrotas e quatro empates.

Para seguir em alta, o Corinthians precisará vencer o Flamengo do peruano Paolo Guerrero no domingo, em Itaquera. Um dia antes, o América-MG do treinador lusitano Sérgio Vieira buscará a reabilitação contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

O jogo 

Mesmo sem entusiasmar, o Corinthians não demorou muito a abrir o placar em Belo Horizonte. Aos nove minutos, Giovanni Augusto bateu escanteio da direita, e Balbuena escorou de cabeça para o meio da área. A bola sobrou para Romero, com liberdade, chutar para dentro.

O gol proporcionou tranquilidade para o Corinthians, que não se preocupava em acelerar o jogo contra o lanterna. Quando tentou responder, o América-MG lamentou uma canelada de Alan Mineiro, meia que está emprestado pelo time adversário, para longe.

Embora Alan Mineiro não tenha assustado, o Corinthians voltou a investir contra o gol defendido por João Ricardo após a oportunidade desperdiçada pelo América-MG. Luciano chegou a acertar o travessão com uma cabeçada, porém em posição de impedimento.

Empolgado, o centroavante do Corinthians abusou do individualismo (como de costume) não muito tempo mais tarde, carregando bem a bola ao enfrentar os marcadores do América-MG. Até ser travado. Giovanni Augusto ainda quis aproveitar a sobra com um chute cruzado, que João Ricardo defendeu.

O ímpeto corintiano diminuiu no segundo tempo. Do outro lado, o América-MG continuava disposto a buscar o empate. Aos 11 minutos, por exemplo, Jonas cobrou um escanteio da direita, e Adalberto cabeceou com estilo. A bola passou muito perto da meta.

Receoso, Cristóvão Borges recorreu à entrada do irritadiço Guilherme no lugar de Giovanni Augusto. Ganhou apenas mais algumas jogadas pela esquerda depois da mudança, mas Marquinhos Gabriel estava com o pé descalibrado por ali. Para melhorar a saída de jogo, Camacho substituiu Rodriguinho. No América-MG, Sérgio Vieira trocou Danilo e Victor Rangel por Gilson e Borges.

Aos 29 minutos, o Corinthians chegou ao segundo gol. Luciano dominou a bola com o braço em uma disputa com Adalberto e caiu. O árbitro Wagner Reaway viu pênalti no lance. Marquinhos Gabriel se apresentou para a cobrança e, não afetado pelo trauma corintiano do primeiro semestre, conferiu.

Com a vitória encaminhada, o Corinthians ainda lamentou uma baixa nos minutos finais. Camacho se lesionou e teve que ceder espaço para Willians quando Rildo já se preparava para ser utilizado por Cristóvão Borges pela primeira vez.

FICHA TÉCNICA AMÉRICA-MG 0 X 2 CORINTHIANS

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 29 de junho de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (Fifa-MS) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Cartões amarelos: Leandro Guerreiro e Adalberto (América-MG); Marquinhos Gabriel (Corinthians)
Gols: CORINTHIANS: Romero, aos 9 minutos do primeiro tempo, e Marquinhos Gabriel, aos 29 minutos do segundo tempo

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Jonas, Alison, Adalberto e Danilo (Gilson); Leandro Guerreiro, Claudinei, Alan Mineiro (Matheusinho) e Ernandes; Osman e Victor Rangel (Borges)
Técnico: Sérgio Vieira

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho (Camacho) (Willians), Romero, Giovanni Augusto (Guilherme) e Marquinhos Gabriel; Luciano
Técnico: Cristóvão Borges

Comentários

comentários