Corinthians procura Fernando Diniz, que ‘não deixa Audax na mão nem pelo Real Madrid’

Assim que soube da resposta positiva de Tite à seleção brasileira ainda na noite da última terça-feira, o Corinthians foi ao mercado. Primeiro, procurou o técnico Eduardo Baptista, da Ponte Preta. E, depois, entrou em contato com Fernando Diniz.

Fernando Diniz foi procurado pelo Corinthians para substituir Tite - Foto: Foto: Marcos Ribolli
Fernando Diniz foi procurado pelo Corinthians para substituir Tite – Foto: Foto: Marcos Ribolli

Contudo,por lealdade ao Seu Mario, investidor responsável pelo futebol do Audax, Fernando Diniz descarta deixar o projeto iniciado junto ao proprietário do clube de Osasco.

Segundo fontes ouvidas pela reportagem, ele não deixa a iniciativa “nem para treinar o Real Madrid”.

O técnico sensação do Campeonato Paulista recebeu contato de membros da direção alvinegra, ambos funcionários do departamento de futebol do Corinthians.

Na conversa, foi exposta a vontade de o clube ter o profissional para a vaga deixada por Tite, mas Fernando Diniz não quis nem saber de colocar as cartas na mesa.

Vice-campeão paulista com o Audax e agora em boa campanha com o Oeste na Série B, após parceria firmada entre ambas as equipes, Fernando Diniz virou o principal nome dos clubes brasileiros que procuram técnico em 2016.

Em entrevista na última terça, o treinador já havia adiantado que rejeitaria qualquer investida do Corinthians.

“O mais importante é deixar claro que vou ficar no Oeste. Tenho compromisso com o Seu Mário e o meu objetivo é ficar aqui. O torcedor é o grande termômetro, então o trabalho vem sendo reconhecido, isso me deixa bastante contente, mesmo tendo convite ou não”, apontou o técnico.

O Corinthians busca um novo nome para assumir a equipe, depois de Tite anunciar que treinaria a seleção brasileira. Além de Eduardo Baptista e Fernando Diniz, Oswaldo de Oliveira, Marcelo Gallardo, Vanderlei Luxemburgo e outros são alguns nomes em pauta.

Por enquanto, o auxiliar Fabio Carille vai dirigir a equipe alvinegra diante de Fluminense e Botafogo.

Comentários

comentários