“Coringa” é suspeito de participar de dois assaltos e preso pela Força Tática

Redação / Jornal da Nova

Vulgo “Coringa” foi reconhecido pelas veste repassadas pelas vítimas. (Foto: Luis Gustavo/Jornal da Nova)

André Luiz de Souza Silva de 27 anos, foi preso pela Força Tática do 8° Batalhão da Polícia Militar de Nova Andradina, suspeito de participar de dois roubos que ocorreram na manhã desta terça-feira (31), além de tráfico de drogas, resistência e ameaça.

 

De acordo com o Jornal da Nova, o primeiro assalto foi a uma adolescente de 17 anos, que estava indo para o ponto de ônibus, quando foi abordada pelos autores, exigindo o celular sob ameaça de uma faca.

A segunda vítima, de 12 anos, seguia para a escola pelas vias do Portal do Parque, quando foi abordada pelos indivíduos com as mesmas características descritas na primeira ocorrência, que roubaram seu celular.

Silva conhecido como vulgo “Coringa”, possuí extensa ficha criminal e foi abordado pela polícia por estar com o mesmo vestimento repassado pelas vítimas.

Ambas as vítimas descreveram que dois indivíduos em posse de uma motoneta Honda/Biz, de cor prata, estando um ocupante de calça jeans e blusa verde e outro com blusa azul, efetuaram o roubo de celulares em posse de uma faca com lâmina enferrujada.

Ao ver a viatura policial, André entrou nas quitinetes, onde há aproximadamente trinta quartos, mas foi localizado no banheiro do quarto 21, tentando se despir. Ele não acatou a ordem dos policiais para abrir a porta, sendo necessário a incursão e dentro do quarto, o suspeito reagiu aos policiais com chutes e pontapés.

No quarto de André foram encontrados os dois celulares roubados, a faca utilizada no crime, as vestes informadas pelas vítimas e ainda 11 papelotes de cocaína prontas para o comércio.

Durante a condução de André até a Delegacia de Polícia Civil, ele ameaçou os policiais citando que era disciplina do PCC (Primeiro Comando da Capital) e que perante o juiz, iria dizer que foi torturado durante a prisão.

 

 

Comentários