Coordenadora de projeto lamenta falta de empatia com vítimas de abuso sexual: ‘As pessoas não tem sensibilidade’

Rádio Globo Campo Grande

O Café das Seis desta terça-feira (17) tratou de um assunto preocupante durante a entrevista do dia. O índice de estupros em Mato Grosso do Sul está muito acima do que o registrado nacionalmente. E na tentativa de conscientizar toda a sociedade, a conversa da Nova Rádio Globo Campo foi com a psicanalista e coordenadora do Projeto Nova, que acolhe vítimas de violência, Viviane Vaz.

Ela explanou um cenário da cultura do estupro em MS e disse que todos devem estar alertas para os fatos sociais que cercam as potenciais vítimas. Além disso, e o mais óbvio, Viviane disse que o mais importante é a conscientização da população afim de evitar os casos alarmantes que acompanhamos. O Projeto Nova realiza também no próximo sábado o evento “Sensibilizar e Amar”, que busca justamente o que diz o próprio nome da iniciativa: sensibilizar os participantes e mostrar que as vítimas precisam de amor. A coordenador afirmou que o evento busca também uma alteração social. “O objetivo é falar sobre esse assunto tão delicado que às vezes a gente nem quer conversar […] as pessoas não tem sensibilidade infelizmente”.

Evento Sensibilizar e Amar
Dia 21/04 – 19h
Rua Bernardo Franco Baís, 515 – Vila Carvalho
Entrada: R$ 5,00

Ouça a entrevista na íntegra:

Comentários

comentários