Contra Uruguai, Seleção quer fazer de Recife, de novo, sua casa

Neymar, como sempre, foi o mais assediado (Foto: Globo Esporte)
Neymar, como sempre, foi o mais assediado (Foto: Globo Esporte)

É no mínimo inusitado o cenário que a seleção brasileira vai encontrar na noite desta sexta-feira. Na Arena Pernambuco, o “time da casa” é o Uruguai, adversário em jogo importante pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Enquanto os pentacampeões jamais pisaram no estádio, a não ser para reconhecimento na noite da última quinta, a Celeste acumula duas partidas no local. Efeito dos últimos grandes eventos realizados no país.

Nem na Copa das Confederações nem na Copa do Mundo, o Brasil passou por Recife. O Uruguai, por sua vez, perdeu para a Espanha (1 x 2) e goleou o Taiti (8 x 0). O craque Luis Suárez, que volta à equipe nesta noite, marcou três gols. Neymar, por sua vez, fará sua estreia.

É para afastar essa estranheza de ser visitante da própria casa que a Seleção tentará fazer de Recife, mais uma vez, seu abrigo. Não há cidade mais ligada à equipe do que essa quando se fala, por exemplo, na Copa do Mundo de 1994.

25arena

Durante aquelas eliminatórias, a vitória por 6 a 0 sobre a Bolívia, no estádio do Arruda, sacramentou a paz com o público brasileiro e a união do time que passou a entrar em campo de mãos dadas, e assim foi até o dia em que Dunga levantou a taça no Rose Bowl, em Los Angeles, na final do Mundial contra a Itália.

Dunga, agora, é o técnico. Taffarel é o preparador de goleiros. Gilmar Rinaldi o coordenador de seleções. Todos eles foram tetracampeões e querem colocar Recife na trilha do hexa a partir deste jogo. Em jogos oficiais contra outras seleções, o Brasil acumula nove partidas na cidade – todas no Estádio do Arruda. E nunca perdeu: oito vitórias e um empate.

Com sete pontos, o Brasil ultrapassará o Uruguai, que tem nove, na tabela em caso de vitória. O que deixa a partida ainda mais atraente. Como se um duelo entre Neymar e Suárez, cada um com seus luxuosos coadjuvantes – Douglas Costa, Willian, Cavani e companhia – precisasse de ingredientes extras…

FICHA TÉCNICA

BRASIL: Alisson, Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Fernandinho e Renato Augusto; Willian, Douglas Costa e Neymar. Técnico: Dunga

URUGUAI: Muslera, Fucile, Victorino, Coates e Álvaro Pereira; Arévalo Rios, Carlos Sánchez, Alvaro González e Cristian Rodríguez; Cavani e Suárez. Técnico: Oscar Tabárez

Data: 25/03/2016 Horário: 21h45 (de Brasília) Local: Arena Pernambuco, no Recife (PE) Árbitro: Néstor Pitana (ARG) Auxiliares: Juan Pablo Belatti e Ezequiel Brailovsky (ARG) Transmissão: a TV Globo, o SporTV e o GloboEsporte.com transmitem a partida ao vivo. O site também acompanha em Tempo Real. (Globo Esporte)

Comentários

comentários