Contra o Aedes, agentes inspecionam mais de 1 mil casas no bairro Los Angeles

Da Redação

Mais de 1 mil imóveis foram inspecionados (Foto: Divulgação)

Agentes da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetorais) da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) inspecionaram mais de 1 mil imóveis nesta terça-feira (13) durante trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, zika e chikungunya – no bairro Los Angeles. 56 servidores estiveram envolvidos no trabalho de remoção de materiais inservíveis, eliminação de focos e orientação aos moradores.

De acordo com o balanço da coordenadoria, 798 imóveis encontravam-se fechados e 10 focos do mosquito foram encontrados nos locais inspecionados, além de  624 depositos  eliminados.

Conforme a superintendente de Vigilância em Saúde da SESAU, Veruska Lahdo, o objetivo é intensificar as ações para garantir que o município não enfrente novas epidemias no próximo ano.

“Estamos saindo de um período de epidemia que foi extremamente agressiva e a nossa preocupação agora é tomar todas as medidas necessárias para evitar que ano que vem a gente sofra novamente. Por isso estamos fazendo a nossa parte, reforçando o trabalho nos bairros onde índices ainda permanecem altos com o propósito de diminuí-los ao máximo”, disse.

Até o fim do mês, os agentes devem percorrer também a região do São Conrado e Paradiso.

Dados epidemiológicos.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado esta semana pela Superintendência de Vigilância em Saúde, no mês de julho foram notificados 474 casos de dengue, o que representa uma redução de quase 80%, quando se comparado com o mês anterior. Em junho foram registradas 2.281 notificações.

De janeiro até agora foram mais de 38 mil casos da doença notificados, sendo 8,7 mil confirmados e oito óbitos. Foram notificados 397 de zika e 201 chikungunya no mesmo período. Boletim epidemiológico completo disponível aqui.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu cometário!
Por favor, insira seu nome aqui